Catolicismo - Acervo
Busca Google dentro do Site:
«
»
<<       Página 1       >>


JÚBILO DE "CATOLICISMO" POR UMA PROMOÇÃO PROVIDENCIAL

O ato do Santo Padre João XXIII, promovendo para a Arquidiocese de Diamantina o Exmo. Revmo. Sr. D. Geraldo de Proença Sigaud, S. V. D., Bispo de Jacarezinho, tomou aos olhos de todos o caráter da consagração de um homem e de uma obra.

*

Basta percorrer os dados biográficos de S. Excia. Revma. — aliás tão notórios — que publicamos em nossa edição de hoje, para compreender o sentido da obra por ele realizada.

Ainda jovem, em 1947, recebeu das mãos do pranteado Pio XII uma das mais extensas Dioceses do Brasil, com 100.000 quilômetros quadrados e 600.000 habitantes. Tratava-se de uma zona de grande e incessante progresso, em que cumpria desenvolver a vida religiosa com celeridade igual ou até maior que a do desenvolvimento econômico. Pode-se dizer que a existência do devotado e valoroso Prelado foi, nestes treze anos, um peregrinar continuo. Deste labor incessante resultou um tal incremento da piedade e do fervor dos fiéis, que em 1957 o Santo Padre Pio XII pôde dividir a imensa Diocese, desmembrando dela duas outras, que já nasciam elas mesmas prósperas e florescentes: Londrina e Maringá. Era o êxito pleno.

Não bastaria, para computar a extensão desse êxito, mencionar a construção da bela Catedral de Jacarezinho, e das quarenta igrejas, ou a ereção de quase quarenta novas Paróquias. O extraordinário incremento das Congregações Marianas, a fundação do Seminário Menor, hoje dotado de ótimo prédio, a criação de dezoito colégios, e o vigoroso impulso dado pelo Bispo à fundação da Faculdade de Filosofia oficial de Jacarezinho, da qual S. Excia. Revma. é Diretor, põem em particular relevo o sentido profundamente espiritual e intelectual da obra por ele levada a termo.

Ao mesmo passo que essa grande obra se ia realizando, o Bispo de Jacarezinho se fazia sempre mais conhecido e estimado pelo seu povo. Desde as figuras da mais nobre linhagem residentes na Diocese, como S. A. I. R. o Príncipe D. Pedro Henrique de Orléans e Bragança ou S. A. R. o Príncipe D. Gabriel de Bourbon-Sicilias, os magnatas do café mais prósperos e prestigiosos, as personalidades de mais profunda influência na vida política, até os mais pobres e desvalidos dentre os trabalhadores do campo, em todos logo se firmou a convicção de que o Santo Padre dera ao Norte do Paraná um dos Bispos mais insignes do País por sua inteligência, sua cultura, seu zelo.

Tornou-se por isto mesmo evidente que todas estas razões levariam a Santa Sé a aproveitar tão altas qualidades impondo a D. Geraldo de Proença Sigaud responsabilidades ainda maiores.

E assim, se a promoção de S. Excia. Revma. motivou lagrimas em Jacarezinho, e júbilo não só em Diamantina mas em todo o Brasil, em nenhum lugar causou ela surpresa.

*

Em todo o Brasil, dissemos. Desde jovem Sacerdote, a figura do novo Arcebispo de Diamantina se projetou em todos os círculos católicos do País. Sua elevação ao episcopado em 1947 foi um verdadeiro e grande acontecimento. E por análogo motivo o foi agora sua promoção.

Como todo jornal sério e dinâmico, "Catolicismo" constituiu em torno de si uma coesa e fervorosa família de almas, disseminada por todas as vastidões do Brasil, no centro da qual D. Geraldo de Proença Sigaud, amigo dos bons e dos maus dias, e colaborador exímio desta folha, ocupa, com nosso egrégio Bispo Diocesano, um lugar da maior significação e importância.

Bem é de se ver que, particularmente nessa família de almas, o júbilo pelo ocorrido foi vibrante, e se transformou em um hino de agradecimento a Maria Santíssima: "Da per Matrem" é o dístico que se lê no brasão de S. Excia.

*

Entretanto, é forçoso reconhecer que a alegria produzida por esta feliz promoção se propagou muito mas, o jubilo pelo ocorrido foi vi-...... [defeito de diagramação faltando palavras] que em 1947.

A razão do fato está em que a figura do ilustre Prelado se projetou muito, nos últimos meses, em todos os círculos rurais do País, - por ter, com o Exmo. Sr. Bispo Diocesano D. Antonio de Castro Mayer, o Prof. Plinio Corrêa de Oliveira e o economista Luiz Mendonça de Freitas, escrito - a já celebre obra "Reforma Agrada - Questão de Consciência".

Quantos participam em todo o Brasil da persuasão de que estamos no inicio de um processo de socialização que, através das etapas da Reforma Agrária, da Reforma Comercial e Industrial e da Reforma Urbana, tende a nos conduzir, como ocorreu em Cuba, a uma bolchevisação total, sentiram uma verdadeira lufada de ar fresco com a publicação daquele livro. A propagação gradual da obra vem suscitando por toda parte energias salutares, atitudes, firmes e corajosas de oposição ao socialismo, e esperanças ardentes de desviar do País a tormenta que se aproxima. E assim a admiração, a simpatia, a confiança de milhões de agricultores ordeiros, trabalhadores e [faltam palavras] patrióticos se vem voltando para os autores de "Reforma Agrária — Questão de Consciência". Nada mais explicável do que sua vibrante alegria ante o gesto tão honroso do Santo Padre João XXIII em relação a um destes últimos, que é o eminente D. Geraldo de Proença Sigaud.

*

O ano de 1960 entrou para a Historia como um dos mais conturbados que já tem havido. Em seu último dia — a noticia da eleição do novo Arcebispo foi divulgada em 31 de dezembro — quis entretanto a Providencia brindar-nos com uma grande alegria ... Sirva ela para alimentar em nós o propósito de lutar, em 1961 mais do que nunca, para a implantação no mundo do reinado de Maria.



Advertência

Este texto, reconhecido pelo processo OCR, não passou por revisão e pode conter erros de digitação.
Sua transcrição parcial ou total está autorizada, desde que seja citada a fonte e o texto conferido com o da imagem original.

Agradecemos desde já reportar-nos erros de digitação, através do
Fale conosco


CRÉDITOS
© Copyright 1951 -

Editora Padre Belchior de Pontes Ltda.

Diretor
Paulo Corrêa de Brito Filho

Jornalista Responsável
Nelson Ramos Barreto
Registro na DRT/DF
sob o nº 3116

Administração
Rua Javaés, 681
1° Andar
Bairro Bom Retiro
CEP 01130-010
São Paulo- SP

SAC
(11) 3331 4522
(11) 3331-4790
(11) 2843-9487

Correspondência
Caixa Postal 707
CEP 01031-970
São Paulo-SP

E-mail:
catolicismo@terra.com.br

ISSN 0102-8502

 HOME 
 
TOPO
+ZOOM
-ZOOM
Home Page
ÍNDICE
Ir ao texto da matéria
TEXTO