Revista Catolicismo
Busca Google dentro do Site:
«
»
<<       Página       >>

SUMÁRIO

[SEM TÍTULO] (CHAMADA PARA O ARTIGO SOBRE AS CORPORAÇÕES DE OFÍCIO NA ÉPOCA COLONIAL) P. 1

O CORPORATIVISMO BRASILEIRO, SEUS JUÍZES, ESCRIVÃES E MESTRES (Homero Barradas) P. 2

CALICEM DOMINI BIBERUNT P. 3
- O Venerável Lanteri visita a Aa de Chambéry (Fernando Furquim de Almeira)

NOVA ET VETERA P. 3
- O Sr. Mansholt, seu plano e as questões que evoca (Luiz Mendonça de Freitas)

ASSUNTOS DE ATUALIDADE EM CIRCULAR DA CÚRIA P. 4

UMA BIOGRAFIA EDIFICANTE E OPORTUNA (D. A. C.) P. 4

PROGRESSISMO E REVOLUÇÃO - REVOLUÇÃO E CONTRA-REVOLUÇÃO FAZ DEZ ANOS (Cunha Alvarenga) P. 5

ESCREVEM OS LEITORES P. 6

O TEXTO DE ECCLESIA - CONCLUSÃO - OS PEQUENOS GRUPOS E A CORRENTE PROFÉTICA P. 7

O BLUFF DAS MINORIAS BARULHENTAS E BEM ORGANIZADAS (Alberto Luiz Du Plessis) P. 8

52 MÁRTIRES DO BRASIL P. 8

VERDADES ESQUECIDAS P. 8
- Há homens que são filhos e enviados do demônio (São Bernardo)


No período dito colonial de sua História, teve o Brasil, a exemplo da metrópole portuguesa, as suas corporações de ofício. Além de velar pelos interesses de seus membros e fiscalizar-lhes a atividade profissional, vieram elas a integrar-se na vida política brasileira, enviando por vezes representantes às Câmaras municipais. Assim é que simples artesãos puderam ter assento, em bancada especial, na Câmara da própria capital do Estado do Brasil, onde colaboravam — e votavam, em determinados assuntos — com os Senhores Vereadores, representantes da nobreza. Nestas gravuras de seu livro "No Tempo dos Bandeirantes" (Edições Melhoramentos), o exímio desenhista Belmonte fixou os traços de um "oficial mecânico" e de um Vereador da Vila de São Paulo.



Advertência

Este texto, reconhecido pelo processo OCR, não passou por revisão e pode conter erros de digitação.
Sua transcrição parcial ou total está autorizada, desde que seja citada a fonte e o texto conferido com o da imagem original.

Agradecemos desde já reportar-nos erros de digitação, através do
Fale conosco


CRÉDITOS
© Copyright 1951 -

Editora Padre Belchior de Pontes Ltda.

Diretor
Paulo Corrêa de Brito Filho

Jornalista Responsável
Nelson Ramos Barreto
Registro na DRT/DF
sob o nº 3116

Administração
Rua Javaés, 681
1° Andar
Bairro Bom Retiro
CEP 01130-010
São Paulo- SP

SAC
(11) 3331 4522
(11) 3331-4790
(11) 2843-9487

Correspondência
Caixa Postal 707
CEP 01031-970
São Paulo-SP

E-mail:
catolicismo@terra.com.br

ISSN 0102-8502

 HOME 
 
TOPO
+ZOOM
 
-ZOOM
HOME PAGE
HOME
IR AO TEXTO DA MATÉRIA
TEXTO