Revista Catolicismo
Busca Google dentro do Site:
«
»
<<       Página       >>


Até onde nos levará a Declaração de Xangai?

A "Declaração de Xangai" é um dos documentos mais calamitosos da História. O comunicado conjunto divulgado ao término da visita de Nixon à China apresenta um contraste chocante entre as disposições pacifistas e entreguistas reveladas pela parte norte-americana e a linguagem agressiva e cheia de embustes dos chineses. — Em Munique, Chamberlain e Daladier se dobraram ante as exigências de Hitler, e em Yalta Roosevelt fez o mesmo em relação a Stalin: se essas duas manifestações de entreguismo estarreceram, a justo título, os homens de bom senso, mais estarrecedora ainda é a "Declaração de Xangai". Até onde nos levará ela?

Página 3

Nas fotos, Nixon toma chá, inteiramente distendido, em companhia do caviloso Chu En-lai, e aperta sorridente a mão de Mao Tsé-tung, tinta do sangue de milhões de chineses; enquanto isso, a presença do Exército vermelho (abaixo) ilustra a passagem do comunicado conjunto na qual Pequim proclama seu propósito de continuar a favorecer, de todos os modos, a subversão marxista nos outros países.



Advertência

Este texto, reconhecido pelo processo OCR, não passou por revisão e pode conter erros de digitação.
Sua transcrição parcial ou total está autorizada, desde que seja citada a fonte e o texto conferido com o da imagem original.

Agradecemos desde já reportar-nos erros de digitação, através do
Fale conosco


CRÉDITOS
© Copyright 1951 -

Editora Padre Belchior de Pontes Ltda.

Diretor
Paulo Corrêa de Brito Filho

Jornalista Responsável
Nelson Ramos Barreto
Registro na DRT/DF
sob o nº 3116

Administração
Rua Javaés, 681
1° Andar
Bairro Bom Retiro
CEP 01130-010
São Paulo- SP

SAC
(11) 3331 4522
(11) 3331-4790
(11) 2843-9487

Correspondência
Caixa Postal 707
CEP 01031-970
São Paulo-SP

E-mail:
catolicismo@terra.com.br

ISSN 0102-8502

 HOME 

EDIÇÃO POR

TOPO
 
+ZOOM
-ZOOM
 
HOME PAGE
HOME
 
IR AO TEXTO DA MATÉRIA
TEXTO