Catolicismo - Acervo
Busca Google dentro do Site:
« »
<<       Página       >>


ENTREVISTA

Omissão do Estado na defesa do direito de propriedade

Em entrevista concedida a Catolicismo, o Dr. Roberto João Weber, presidente da Organização Nacional de Garantia ao Direito de Propriedade, revela as arbitrariedades que sofrem os produtores rurais, vítimas de invasões perpetradas por indígenas manipulados.

A caótica política indigenista vem rompendo a harmonia do Brasil cristão. De Norte a Sul, nossa soberania encontra-se ameaçada por territórios indígenas — curiosamente quase sempre em regiões fronteiriças —, e o proprietário rural fica cada mais indefeso diante de estranhas invasões realizadas ora pelo MST sob o bafejo da Comissão Pastoral da Terra (CPT), ora perpetradas por “indígenas” mancomunados à FUNAI, ao CIMI, a ONGs, e até mesmo a setores do Judiciário e do Ministério Público.

Utilizando a mesma tática do MST, essas invasões são feitas para que depois as terras ocupadas sejam retiradas das mãos de seus legítimos proprietários — nelas radicados com frequência há várias gerações — para serem entregues aos invasores.

Essa manobra comunista foi prevista em 1977 por Plinio Corrêa de Oliveira em sua profética obra Tribalismo Indígena, ideal comuno-missionário para o Brasil no século XXI (atualmente em sua 10ª edição), na qual ele denuncia a infiltração de novos missionários que pregam não o verdadeiro Evangelho de Nosso Senhor como o fizeram Nóbrega e Anchieta, mas um evangelho de esquerda visando insuflar os índios contra a civilização cristã.

Atuando de modo demagógico em nome da defesa de minorias, toda a máquina estatal investe com sua força e poder contra outra minoria — o setor agropecuário, responsável, no entanto, não só pela economia nacional, como também pela alimentação farta e barata que chega à mesa dos 200 milhões brasileiros e cujo excedente alimenta mais de um bilhão de pessoas pelo mundo afora.

Um dos principais polos desse setor agropecuário é o rico e dinâmico Oeste do Paraná, agraciado por Deus com suas excelentes e altamente produtivas terras roxas. Também ele não escapou dessa avalanche invasora.

Diante de um fato tão alarmante e da omissão do Estado na defesa de seus direitos, produtores rurais dos municípios de Guaíra e Terra Roxa, na fronteira com o Paraguai, resolveram reunir-se em torno de uma associação intitulada Organização Nacional de Garantia ao Direito de Propriedade (ONGDIP) para se defenderem de maneira pacífica e legal.

Atendendo a um convite de produtores rurais daquela região, Catolicismo enviou seu correspondente Nelson Ramos Barretto para conhecer o grave e desgastante conflito instalado em seus produtivos campos, para em seguida relatar a nossos leitores. Começamos por publicar a entrevista mantida com o inteligente, culto agrônomo e produtor rural Roberto João Weber, cuja posição firme e bem fundamentada mereceu-lhe liderar e presidir a atuante ONGDIP.

* * *

“Em 2012 ocorreram novas invasões em terras particulares, inclusive numa propriedade de minha família; e, hoje, existem 18 áreas invadidas entre os municípios de Guaíra e Terra Roxa”

Catolicismo — Por que, como e quando foi criada a ONGDIP?

Roberto Weber — Diante das invasões indígenas que se iniciaram no município de Guaíra em 2007 — portanto há 10 anos —, resolvemos criar em 2013 uma associação para a defesa dos produtores rurais prejudicados, que não sabiam bem como garantir seus direitos, a começar pelo direito de propriedade sobre suas terras. Todas as instituições oficiais que deveriam defendê-los haviam migrado para a esquerda.

“Toda nossa ação é e continuará sendo em cima da verdade. Todas as propriedades invadidas são tituladas, com a documentação em dia, tudo dentro da perfeita legalidade”

As primeiras invasões se deram em áreas públicas, como terrenos da prefeitura e terras da hidrelétrica Itaipu, e só mais tarde — aí por volta de 2010 e de 2011 — é que houve a primeira invasão de uma área privada, pertencente à Cia. Mate Laranjeira. Já em 2012 ocorreram novas invasões em terras particulares, inclusive numa propriedade de

(continua)

LEGENDAS:
- Dr. Roberto João Weber.
- A cidade de Guaíra, no Paraná.



Advertência

Este texto, reconhecido pelo processo OCR, não passou por revisão e pode conter erros de digitação.
Sua transcrição parcial ou total está autorizada, desde que seja citada a fonte e o texto conferido com o da imagem original.

Agradecemos desde já reportar-nos erros de digitação, através do
Fale conosco


CRÉDITOS
© Copyright 1951 -

Editora Padre Belchior de Pontes Ltda.

Diretor
Paulo Corrêa de Brito Filho

Jornalista Responsável
Nelson Ramos Barreto
Registro na DRT/DF
sob o nº 3116

Administração
Rua Javaés, 681
1° Andar
Bairro Bom Retiro
CEP 01130-010
São Paulo- SP

SAC
(11) 3331 4522
(11) 3331-4790
(11) 2843-9487

Correspondência
Caixa Postal 707
CEP 01031-970
São Paulo-SP

E-mail:
catolicismo@terra.com.br

ISSN 0102-8502

 HOME 
 
TOPO
+ZOOM
-ZOOM
Home Page
HOME
Ir ao texto da matéria
TEXTO