AÇÃO CONTRA-REVOLUCIONÁRIA (I)

Ação para neutralizar o processo revolucionário

Fábio Cardoso da Costa

Entre os dias 11 e 13 de fevereiro de 2018, o Instituto Plinio Corrêa de Oliveira e a Associação dos Fundadores promoveram em São Bernardo do Campo (SP) o XIV Simpósio de seus correspondentes e esclarecedores. O evento se repete desde 2005, com o objetivo de atualização sobre o processo revolucionário que há séculos vem destruindo os restos de Civilização Cristã, e também propor métodos de ação eficazes para neutralizar esse sinistro processo.

O leitmotiv deste ano foi uma análise dos acontecimentos atuais sob três aspectos: perspectiva da conversão da humanidade para Deus, conforme inúmeros exemplos históricos; os castigos previstos por Nossa Senhora de Fátima em 1917, que levariam a essa conversão; e por fim, o triunfo de Maria Santíssima, coroando o grande retorno do mundo a Deus.

Segundo os participantes, todas as conferências foram convincentes, especialmente por ter-lhes demonstrado, com dados reais e inquestionáveis, uma reação conservadora na opinião pública em várias nações do Ocidente, inclusive no Brasil. "É fato que uma parcela grande da opinião pública está querendo uma volta aos princípios morais conservadores, daí a importância de impulsionarmos uma reação séria aos fatores de desagregação moral de nossa sociedade" — comentou um dos participantes. Os correspondentes e esclarecedores foram orientados a atuar neste contexto histórico, colaborando assim para o crescimento dessa sadia reação.

A assistência religiosa esteve a cargo do Pe. David Francisquini e do Pe. Sávio Fernandes. Nas palavras finais, encerrando o evento, o diretor do Instituto, Dr. Eduardo de Barros Brotero, se reportou a exemplos da vida de Plinio Corrêa de Oliveira para demonstrar que uma atuação séria, dedicada e inteligente tem como resultado frutos duradouros, especialmente quando abençoada por Maria Santíssima.

Legenda: No jardim da sede do Instituto Plinio Corrêa de Oliveira