SANTOS E FESTAS DE OUTUBRO

1

Santa Teresinha do Menino Jesus, Virgem, Doutora da Igreja

+ Lisieux (França), 1897. A grande santa de nossos tempos entrou no Carmelo aos 15 anos, levando uma vida de imolação e sacrifícios em favor das missões e da Igreja. Desejando possuir todas as vocações, para nelas glorificar o Criador, encontrou no amor a Deus a solução para essa aspiração. Por isso foi nomeada padroeira das missões, sem nunca ter deixado a clausura. Sua doutrina espiritual da “pequena via” abriu as portas da perfeição a numerosas almas.

2

Santos Anjos da Guarda

3

São Francisco de Borja, Confessor

+ Roma, 1572. Vice-Rei da Catalunha e duque de Gandia, renunciou às atrações do mundo ao ver o cadáver da outrora belíssima rainha Isabel. Enviuvando aos 40 anos, ingressou na Companhia de Jesus, da qual foi depois o terceiro Superior Geral.

4

São Francisco de Assis, Confessor

+ Assis (Itália), 1226. O Poverello de Assis amou tão apaixonadamente o Salvador, que adquiriu seus estigmas e até uma semelhança física em relação a Ele. Com São Domingos, foi uma das colunas da Igreja em seu tempo, contribuindo para renovar com seus heroicos exemplos os costumes decaídos daquela época. Pregou o cristianismo diante de um sultão muçulmano no Egito, e por pouco não foi martirizado. É uma das maiores glórias da Santa Igreja em todos os tempos.

5

Santa Flor ou Flora, Virgem

+ Beaulieu (França), 1347. Filha de pais nobres, ingressou muito cedo como religiosa na hospedaria dos Cavaleiros de São João de Jerusalém para cuidar dos doentes e peregrinos.

Primeira sexta-feira do mês.

6

Santa Maria Francisca das Cinco Chagas, Virgem

+ Nápoles, 1791. Entrou aos 16 anos na Ordem Terceira de São Francisco, entregando-se à oração, ao jejum e à penitência. Era visitada por seu anjo da guarda, que a animava. Seu pai a retirou do convento e encarregou-a dos cuidados da família.

Primeiro sábado do mês.

7

NOSSA SENHORA DO ROSÁRIO

Festa instituída por São Pio V em ação de graças pela vitória obtida por D. João d’Áustria contra os maometanos na batalha de Lepanto, em 1571. Durante a batalha Nossa Senhora apareceu, e a vitória foi atribuída à recitação do Rosário.

8

Santa Taís, Penitente

+ Egito, Séc. IV. Era cortesã; e São Pafúncio, inspirado por Deus, deixou seu retiro no deserto para conduzi-la ao bom caminho. Ela queimou seus vestidos e joias para se tornar religiosa num mosteiro no deserto.

9

São Luís Beltrán, Confessor

+ Valência, 1581. Sacerdote dominicano, tornou-se mestre de noviços aos 23 anos. Seu extraordinário zelo levou-o a desejar combater os protestantes, mas a Providência o encaminhou à Colômbia, onde evangelizou os índios durante sete anos.

10

São Paulino de York, Confessor

(Vide p. 43)

11

São Sármatas, Mártir

+ Tebaida (Egito), 357. Discípulo de Santo Antão, foi morto pelos sarracenos por ódio à fé. Dizia: “Prefiro um homem que, tendo pecado, reconhece esse pecado e faz penitência, a um que não tenha pecado e se considere justo”.

12

NOSSA SENHORA DA CONCEIÇÃO APARECIDA,

RAINHA E PADROEIRA DO BRASIL

13

Santos Fausto, Januário e Marcial, Mártires

+ Córdoba, 307. Esses três irmãos increparam Eugênio, novo governador romano da Espanha, por sua crueldade com os cristãos, sendo então martirizados.

14

São João Ogilvie, Mártir

+ Glasgow, 1615. Calvinista inglês convertido pelo célebre exegeta jesuíta Cornélio a Lápide. Ingressou na Companhia de Jesus e voltou a seu país para socorrer os católicos perseguidos. Depois de converter muitos hereges, foi traído e entregue ao arcebispo protestante, sendo condenado à morte.

15

Santa Teresa de Ávila, Virgem, Doutora da Igreja

+ Alba (Espanha), 1582. Alma ardente e enérgica, empreendeu a reforma do Carmelo, tendo sido auxiliada por São João da Cruz no tocante ao ramo masculino. Padeceu muitos trabalhos e doenças por amor de Deus. Unia a mais sublime contemplação a uma extraordinária capacidade de ação. Sua epopeia na fundação dos mosteiros é narrada por ela mesma, com verve e espírito sobrenatural. Foi uma das colunas da Contra-Reforma e doutora da vida espiritual. Seus escritos lhe mereceram o título de Doutora da Igreja.

16

Santa Margarida Maria Alacoque, Virgem

+ Paray-le-Monial (França), 1690. Religiosa visitandina, entregou-se desde cedo à contemplação da Paixão do Redentor, recebendo de Nosso Senhor Jesus Cristo a extraordinária mensagem sobre a devoção ao seu Sagrado Coração e a incumbência de difundi-la pelo mundo inteiro.

17

Santo Inácio de Antioquia, Bispo e Mártir

+ Séc. II. Discípulo dos Apóstolos e sucessor de São Pedro na Sé de Antioquia, com São Policarpo foi o mais ilustre dos Padres Apostólicos. Suas cartas às igrejas da Ásia e de Roma são os documentos mais preciosos da época. Conduzido a Roma, foi devorado pelas feras no Coliseu.

18

São Lucas Evangelista, Mártir

+ Séc. I. Médico de Antioquia convertido por São Paulo, a quem acompanhou em várias viagens. Autor do III Evangelho e dos Atos dos Apóstolos. É célebre um quadro de Nossa Senhora que ele teria pintado. Embora não se tenham dados concretos a respeito de sua morte, tradição autorizada afirma que sofreu o martírio.

19

Santos João de Brébeuf, Isaac Jogues e companheiros, Mártires

+ América do Norte, séc. XVII. Jesuítas franceses que evangelizavam o então Canadá (atual norte dos Estados Unidos) e regaram essas terras com seu sangue ao serem martirizados pelos ferozes índios iroqueses.

20

São Pedro de Alcântara, Confessor

+ Arenas (Espanha), 1562. Padroeiro principal do Brasil, foi admirável por suas mortificações e penitências. Reformador dos franciscanos da Espanha, auxiliou e incentivou Santa Teresa na reforma do Carmelo.

21

Santo Hilarião, Abade

+ Palestina, séc. IV. Filho de pagãos, que o enviaram para estudar em Alexandria, converteu-se e partiu para o deserto, onde foi dirigido por Santo Antão.

22

Santa Maria Salomé, Viúva

+ Palestina, séc. I. Segundo a tradição, era prima da Santíssima Virgem e mãe de São Tiago Maior e São João Evangelista. Foi uma das Santas Mulheres que estiveram ao pé da Cruz.

23

Santo Inácio, Bispo, Confessor

+ Síria, 877. Filho do imperador Miguel, tornou-se monge aos 14 anos e depois abade, fundando três mosteiros. Patriarca de Antioquia.

24

Santo Antônio Maria Claret, Bispo e Confessor

+ Fontfroide (França), 1870. Incansável missionário, queria salvar o mundo inteiro com suas pregações. Arcebispo de Cuba, profetizou os castigos que hoje afligem essa Ilha. Fundou a Congregação Missionária dos Filhos do Coração Imaculado de Maria. Confessor e conselheiro da rainha Isabel II, da Espanha, influenciou a eleição de bispos dignos que foram depois “a guarda pessoal do Papa” no Concílio Vaticano I, no qual desempenhou papel preponderante.

25

Santo Antônio de Sant’Ana Galvão, Confessor

+ São Paulo, 1822. Natural de Guaratinguetá (SP), franciscano, foi o fundador do Recolhimento Mosteiro da Luz, que dirigiu até sua morte.

26

Santos Rogaciano e Felicíssimo, Mártires

+ África, séc. III. “São Cipriano deu testemunho deles numa carta dirigida aos cristãos perseguidos: ‘Sigam em tudo o sacerdote Rogaciano, que para a glória do nosso tempo vos aponta o caminho pela valentia de sua fé’” (Martirológio Romano Monástico).

27

Santos Vicente, Sabina e Criseta, Mártires

+ Ávila, séc. IV. Depois de defender corajosamente a fé diante do governador romano Daciano em Talavera, Vicente fugiu com suas duas irmãs para Ávila. Foram depois aprisionados e sofreram o martírio.

28

NOSSO SENHOR JESUS CRISTO, REI DO UNIVERSO

(No calendário tradicional)

Festa instituída por Pio XI em 1925 para proclamar a realeza social de Nosso Senhor Jesus Cristo.

29

Santa Ermelinda, Virgem

+ Meldert (Bélgica), séc. VI. Filha de pais nobres e ricos que desejavam casá-la, cortou os cabelos para dedicar-se inteiramente a Deus, retirando-se para a solidão.

30

São Marcelo Centurião, Mártir

+ Tanger, 298. Pai dos santos mártires Cláudio, Luperco e Vitório, esse centurião espanhol foi decapitado por ter declarado que era cristão e servia a Jesus Cristo.

31

Santa Joana Delanouë, Virgem

+ França, 1736. Herdou do pai um modesto bazar, que com habilidade fez prosperar. Começou a dedicar-se também a obras de caridade, a ponto de ser chamada mãe dos pobres. Fundou um asilo, ao qual deu o nome de “A Providência”.

Intenções para a Santa Missa em outubro

Será celebrada pelo Revmo. Padre David Francisquini, nas seguintes intenções:

- Pedindo a Nossa Senhora Aparecida, Rainha e Padroeira do Brasil, cuja festa se comemora no dia 12 de outubro, que ampare todos os seus filhos brasileiros nas dificuldades atuais e aumente o fervor religioso de seu povo. Que o mantenha sempre alerta contra qualquer tipo de governo marxista, e o torne forte e resoluto no combate à corrupção, sobretudo moral, que tanto enfraquece as almas, deixando as famílias vulneráveis à imoralidade.

Intenções para a Santa Missa em novembro

- Missa de Finados (2 de novembro) em sufrágio das almas do Purgatório, especialmente pelos nossos parentes já falecidos. Também rogando a Nossa Senhora das Graças (festividade do dia 27 de novembro) que conceda as mais diletas graças aos nossos leitores e colaboradores, bem como às suas famílias.