Janeiro de 2008
Santos e Festas de Janeiro
Comente
Leia os comentários
Envie para amigos
Versao para impressão
Santos e Festas do Mês

1

SANTA MARIA, MÃE DE DEUS

(antigamente, Circuncisão)

2

São Basílio Magno e São Gregório Nazianzeno, Bispos, Confessores e Doutores da Igreja.

3

Santíssimo Nome de Jesus

4

Beata Ângela de Foligno, Viúva

+ Itália, 1309. Das maiores místicas da Idade Média, por sua marcante personalidade é considerada figura ímpar do movimento franciscano da Itália central.

Primeira Sexta-feira do mês.

5

São João Neumann, Confessor

+ Filadélfia, 1860. Natural da Boêmia, foi para os Estados Unidos como missionário dos imigrantes de língua alemã. Nomeado por Pio IX bispo de Filadélfia, promoveu a educação católica das crianças, fundou uma congregação religiosa feminina com essa finalidade e levou outras da Europa.

Primeiro Sábado do mês.

6

EPIFANIA DO SENHOR, OU SANTOS REIS

7

São Canuto Lavard, mártir

+ Dinamarca, 1131. Filho do rei da Dinamarca, chamado Lavard (ou o Senhor) por seus compatriotas, favoreceu a atividade missionária de São Vicelino. Foi Duque da Jutlândia e recebeu do imperador do Sacro Império Romano Alemão o título de rei, o que provocou a ira do soberano da Dinamarca, tendo sido, por essa razão, assassinado por seus primos.

8

Santo Apolinário, Bispo

+ Frígia, 179. Sua fama em refutar as heresias valeu-lhe o cognome de o Apologeta. Segundo testemunha São Jerônimo, escreveu contra os hereges, patenteando a origem filosófica dos erros de cada seita.

9

Santo Adriano Abade, Confessor

+ Cantuária, 710. Italiano, nomeado por São Vitaliano para a Sé de Cantuária, suplicou ao Papa que nomeasse São Teodoro em seu lugar, dispondo-se a secundá-lo nos trabalhos missionários.

10

São Pedro de Urséolo, Confessor

+ Roussillon (França), 987. Comandante-em-chefe da esquadra de Veneza aos 20 anos, obteve vitórias contra os piratas que infestavam o Adriático. Envolvido na insurreição que culminou com o assassinato do Doge Candiani IV, foi eleito em seu lugar, exercendo o cargo com habilidade e competência. Provavelmente com o consentimento da esposa e filho, dirigiu-se certa noite para o convento de Cuxa, na França, onde terminou seus dias em oração e austeras penitências.

11

São Teodósio o Cenobita, Confessor

+ Palestina, 529. Retirando-se para o deserto perto de Belém a fim de viver em recolhimento, sua fama de santidade atraiu-lhe inúmeros discípulos. Construiu três hospitais e, com São Sabas, lutou valorosamente contra a heresia monofisista, sendo por isso desterrado pelo imperador. Morreu aos 105 anos de idade, tendo operado muitos milagres.

12

Santo Antônio Maria Pucci, Confessor

+ Viareggio, Itália, 1892. Da Congregação dos Servos de Maria, santificou-se como pároco de um porto pesqueiro e de veraneio. Dedicou-se de corpo e alma à conversão dos infiéis e pecadores, à instrução infantil, bem como ao cuidado dos doentes, anciãos e pobres.

13

BATISMO DE NOSSO SENHOR JESUS CRISTO

14

São Sabas, Bispo e Confessor

+ Bulgária, 1237. Filho de Estêvão I, fundador da dinastia e do Estado independente da Sérvia, aos 17 anos retirou-se para um mosteiro do Monte Athos. Seu pai seguiu-o depois de abdicar o trono. Juntos fundaram um mosteiro para os sérvios.

15

São Paulo Eremita, Confessor

+ Egito, 342. O primeiro e mais famoso dos eremitas, tornou-se órfão aos 14 anos. Aos 20, durante a perseguição do imperador romano pagão Décio, fugiu para uma gruta no deserto. Milagrosamente um corvo trazia-lhe um pão cada dia.

16

São Bernardo e Companheiros, Mártires

+ Marrocos, 1302. Enviados por São Francisco de Assis para converter os mouros de Sevilha, foram expulsos desta cidade. Dirigiram-se São Bernardo e quatro outros religiosos franciscanos para o Marrocos, como capelães de mercenários cristãos do exército marroquino. Como pregavam ao povo e recusaram-se a cessar suas prédicas, o Sultão decepou-lhes a cabeça com sua cimitarra.

17

Santo Antão Abade

(Vide p. 38)

18

São Leobardo Recluso, Confessor

+ França, 593. Depois de consagrar-se ao estudo, passou seus bens ao irmão e foi viver na contemplação perto de Tours, sob a direção de São Gregório, bispo dessa cidade. Deus concedeu-lhe o dom dos milagres e o conhecimento do dia de sua morte

19

São Canuto Rei, Confessor

+ Dinamarca, 1086. Filho ilegítimo do Rei Sweyn, da Dinamarca, sobrinho de seu homônimo que conquistou a Inglaterra, subiu ao trono após a morte de seu irmão. Vítima de uma rebelião, Canuto fugiu para a ilha de Funem, onde se preparou para a morte. Foi assassinado pelos rebeldes enquanto orava aos pés do altar.

20

São Sebastião, Mártir

+ Roma, 288. Centurião da guarda pretoriana de Diocleciano, com zelo apostólico sustentava os confessores da fé e os mártires. Denunciado, foi trespassado com flechas; curado milagrosamente, depois foi açoitado até a morte. Tornou-se um dos santos mais populares em toda a Igreja. Algumas gravuras, muito difundidas, infelizmente o apresentam como um jovem mole e sem fibra, quando na realidade era um soldado firme e valente.

21

Santa Inês
Santa Inês, Virgem e Mártir

22

São Vicente Pallotti, Confessor

+ Roma, 1850. Doutor em Teologia, famoso confessor e exorcista, seu programa foi o de levar os católicos a participar intensamente do trabalho apostólico. Para isso fundou a Sociedade do Apostolado Católico.

23

Santa Emerenciana, Virgem e Mártir

Santa Emerenciana
+ Roma, 304. De acordo com o Martirológio Romano, Emerenciana era irmã de leite de Santa Inês. Após o martírio desta, foi rezar junto à sua tumba. A catecúmena recebeu o batismo de sangue, ao ser morta ali mesmo a pedradas pelos pagãos.

24

São Francisco de Sales, Bispo, Confessor e Doutor da Igreja

+ Annecy, 1622. Bispo de Genebra, animado de profundo amor de Deus e das almas, dotado de uma bondade e suavidade excepcionais no trato, sólida cultura e ortodoxia, fundador e diretor de incontáveis almas que guiou com pulso firme no caminho da perfeição. É um mestre da vida espiritual. Combateu os jansenistas, e é patrono dos jornalistas e publicistas católicos.

25

Conversão de São Paulo Apóstolo

Ao cair do cavalo, o perseguidor dos cristãos tornou-se Apóstolo. Instruí­do pelo próprio Cristo Jesus, foi um dos mais ardorosos proclamadores do Cristianismo. Submisso ao Papado, soube entretanto resistir a São Pedro, com respeito e firmeza, na questão dos judaizantes. São Pedro, demonstrando grande elevação de alma, acabou por dar-lhe razão.

26

Santa Paula, Viúva

+ Palestina, 404. Matrona romana da mais alta aristocracia edificava Roma com seu marido pela virtude. Tendo falecido seu esposo, foi convencida por Santa Marcela, também viúva, a entregar-se totalmente a Deus.

27

São Vitaliano, Papa e Confessor

+ Roma, 672. Sucessor de Eugênio I no Sólio Pontifício, enviou à Inglaterra São Teodoro de Tarso para a Sé de Cantuária, e Santo Adriano como Abade de Santo Agostinho.

28

Santo Tomás de Aquino, Confessor e Doutor da Igreja

Santo Tomás de Aquino
+ Fossa Nuova, 1274. O maior teólogo da Igreja foi, aos cinco anos, confiado aos monges beneditinos de Monte Cassino, entrando depois para a Ordem Dominicana, da qual é a maior glória, juntamente com o Fundador. Com razão foi cognominado Doutor Angélico, por sua pureza de vida e elevação de doutrina, que transcende a pura inteligência humana. É o patrono das escolas católicas. Sua filosofia é a filosofia católica por excelência.

29

São Sulpício Severo, Bispo e Confessor

+ França, 591. São Gregório de Tours refere-se a ele com muito respeito, elogiando suas virtudes. Foi nomeado para a Sé de Bourges em lugar de candidatos simoníacos.

30

Santa Batilde, Viúva

+ França, 680. Inglesa de nascimento, levada para a França, encantou Clóvis II por sua virtude e prudência. Este a fez sua esposa. Mãe de três reis –– Clotário III, Childerico II e Thierry III –– tornou-se regente à morte do esposo, governando o reino com rara habilidade.

31

São João Bosco, Confessor

São João Bosco
+ Turim, 1888. Exerceu enorme influência no campo religioso e social, tendo fundado a Sociedade Salesiana e o Instituto das Filhas de Maria Auxiliadora. “O êxito dessa obra — dizia São Pio X — só pode explicar-se pela vida sobrenatural e santidade de seu Fundador”. De alma simples, alegre e ardente, não havia obstáculo que o detivesse na senda do bem.

___________

Nota:

Os Santos aos quais já fizemos referência em Calendários anteriores têm aqui apenas seus nomes enunciados, sem nota biográfica.

* * *

Intenções para a Santa Missa em janeiro

Será celebrada pelo Revmo. Padre David Francisquini, nas seguintes intenções:

Pela união e santificação de todas as famílias católicas em torno da Sagrada Família. Suplicando à Santa Mãe de Deus (festividade comemorada no dia 1º), pelos méritos da Epifania do Senhor (dia 6), copiosas graças para todos os leitores. Que todos sejam providencialmente amparados, a fim de enfrentarem com energia e coragem as dificuldades que possam suceder ao longo de 2008, de modo particular as que provêm de perseguições revolucionárias aos bons costumes.

Intenções para a Santa Missa em fevereiro

Em homenagem pelo sesquicentenário das aparições de Nossa Senhora de Lourdes (1858). Suplicamos a Ela — que em Lourdes declarou “Eu sou a Imaculada Conceição”, pois concebida sem pecado original — sua maternal proteção aos leitores, assinantes, colaboradores e amigos de Catolicismo, preservando-os do pecado e de qualquer tipo de imoralidade. Com menção específica às crianças e adolescentes de nossas famílias, que neste século encontram-se mais vulneráveis à imoralidade dos ambientes modernos.

Comente
Leia os comentários
Envie para amigos
Versao para impressão