Abril de 2005
Jovem católica reduz ao silência clínica abortista
A Realidade Concisamente

Jovem católica reduz ao silêncio clínica abortista

Túmulos contendo restos mortais de bebês abortados
A
clínica abortista de Boulder, Colorado (EUA), há anos entrega restos dos bebês assassinados à igreja do Sagrado Coração de Maria, para serem sepultados. Militantes pró-vida enterraram com solenidade esses restos mortais, num túmulo especial. O diretor da clínica, Warren Hern, qualificou o ato de “macabro ritual de morte”. Michelle Bauman, de 15 anos, da escola católica Bishop Machebeuf High School, retrucou em carta que, se ele falava de “morte”, no fundo reconhecia que morriam seres vivos; e que, se a clínica mandava enterrar os restos, é porque compreendia tratar-se de pessoas. A missiva foi publicada no “Denver Catholic Register”, e a clínica, envergonhada, ficou sem argumentos para replicar.


Nudismo está se tornando meta das casas de moda

O modista francês Pierre no festival de cinema de Cannes
P
ierre Cardin, o famoso modista francês, reconheceu a respeito da moda: “Nós não vestimos mais os homens e as mulheres, apenas tiramos as roupas deles”. Referindo-se aos modistas, Cardin acrescentou: “Nós desfiguramos completamente essa profissão”. Não poderia haver um atestado mais explícito da orientação das modas atuais para a vulgaridade e imoralidade radicais, declarada por um dos seus mais famosos propulsores.


Conservadorismo em universidades americanas

Uma onda de protestos conservadores varreu as universidades dos EUA em 2003 e 2004. As maiores manifestações realizaram-se contra as demagógicas cotas. Em seis anos os grêmios estudantis de direita triplicaram seu número, e hoje são mais numerosos que os esquerdistas. O Harvard Institute of Politics verificou que os jovens universitários estão bem mais à direita que a média do país. Entre os professores ocorre o inverso: há sete esquerdistas para cada direitista. Os dados foram publicados no conhecido diário “Los Angeles Times”. Em parte, a tendência esquerdista dos professores acentua o conservadorismo das novas gerações, como forma de reação à esquerdização herdada de épocas anteriores.


Abin: “estreitar laços” com polícia secreta cubana

M
auro Marcelo de Lima e Silva (com Lula), diretor-geral da Agência Brasileira de Inteligência (Abin), passou sete dias em Havana. A viagem teve em vista “estreitar laços” com a polícia secreta de Fidel Castro, a qual foi instituída pela União Soviética e apóia grupos terroristas em vários países. Lima e Silva quer “tornar mais freqüente a permuta de informações com a Abin”. O fato causou espanto na opinião pública, que vê com preocupação o governo brasileiro estreitar suas relações com o totalitarismo castrista. Parlamentares suspeitam da existência de acordos secretos com Cuba, tendo em vista o contínuo vai-e-vem de membros do governo petista à ilha-prisão.


Com elevada abstenção, Constituição Européia é aprovada na Espanha

N
a Espanha, num plebiscito em que a maioria dos espanhóis não votou, a Constituição Européia foi aprovada na indiferença e no pucherazo (fraude eleitoral). 57% do eleitorado se absteve. Dos votantes, 6% anularam o voto e 17% votaram contra. Resultado: menos de um terço dos espanhóis aprovou a nova constituição. “Toda a informação sobre este referendum, desde o início ao fim, teve o aspecto de uma engabelação, de um enganabobos”, escreveu Jaime Campmany no conceituado diário “ABC” de Madri. Para o deputado socialista francês Henri Emanuelli, o sim foi um “fracasso” e o referendum não foi democrático. Este foi o caminho –– deturpando uma autêntica consulta popular –– que os favoráveis à Constituição utilizaram para conseguir a aprovação de um texto constitucional anti-europeu e anticristão.


Homossexualismo e macumba aliados

Em Recife, 46 pais e mães-de-santo realizaram uma sessão especial invocando os orixás — nome atribuído aos poderes preternaturais da macumba — para que “quebrem a resistência do presidente da Câmara, Severino Cavalcanti, à concessão de direitos civis a casais homossexuais”. Convém ressaltar o conluio entre superstição, divindades pagãs, magia e homossexualismo.


Luta de classes por trás da proibição da caça à raposa

N
a Grã-Bretanha, meio milhão de partidários da caça à raposa fizeram a última caçada na véspera da entrada em vigor da lei que proíbe esse tradicional costume. Tal caçada, aristocrática nas suas origens, nas suas formas e no seu espírito, era praticada por pessoas de todas as condições sociais. Para o comentarista britânico John Sheard, essa proibição socialista é produto da luta de classes. Grupos ecologistas disseram que filmariam os caçadores para denunciá-los às autoridades. Assim se erigiram numa espécie de polícia paralela verde e igualitária.

 

 


Breves Religiosas

EUA: conversões ao catolicismo em redutos protestantes

As conversões ao catolicismo progridem rapidamente no chamado cinto da Bíblia — vasta área no sul dos EUA, até aqui ferrenhamente protestante. Por exemplo, na paróquia de São Marcos, diocese de Huntersville, cada dia uma família abandona a religião protestante e torna-se católica, e quase 2.800 famílias freqüentam a igreja nos domingos. A diocese tem 300.000 fiéis e cresce 10% por ano. Em todo o cinto da Bíblia, inclusive em cidades grandes como Houston e Atlanta, os católicos triplicaram seu número na última década.

Além disso, este novo catolicismo sulista, mais conservador, está influenciando toda a Igreja Católica nos EUA, exigindo coerência da prática com a doutrina. Bispos da região foram dos primeiros a negar a comunhão aos políticos abortistas. A revista “Time” dedicou longa matéria a essa auspiciosa transformação religiosa.

Católicos iraquianos desafiam terror e elegem bancada

A maioria do povo iraquiano, desafiando as bombas terroristas e a torcida da mídia ocidental para que fracasse a reestruturação política do Iraque, votou decididamente nas eleições do país, favorecidas pela coalizão liderada pelos EUA. 80% dos católicos compareceram corajosamente às urnas e elegeram importante bancada. O Arcebispo de Kirkuk, D. Louis Sako, elogiou essa participação. O bispo auxiliar de Bagdad, D. Andraos Abouna, destacou que os cristãos obtiveram uma posição-chave para o futuro da cidade, e que eles desejam vencer o “caos e o terrorismo”.