Novembro de 2005
China promove islamismo e comunismo na África
A Realidade Concisamente

 

China promove islamismo e comunismo na África

A China comunista vetou as sanções internacionais que coibiriam os genocídios praticados pelos governos do Sudão (fundamentalista islâmico) e de Zimbábue (comunista), disse Princeton Lyman, ex-embaixador dos EUA na África do Sul. Ante o US-China Economic and Security Review Committee, em Washington, ele declarou que esses governos estão exterminando setores da população e destruindo seus países, concluindo que a China usa os recursos econômicos que o Ocidente lhe facilita para promover a revolução no continente africano.

 

Educação mista e igualitária é prejudicial às crianças

Leonard Sax, M.D., Ph.D.
Meninos e meninas têm pronunciadas diferenças físicas e psicológicas, e por isso não devem ser educados no mesmo esquema, explicou o psicólogo e médico norte-americano Leonard Sax, em seu recente livro Why Gender Matters. Segundo Sax, cada vez mais moços e moças pedem tratamento psiquiátrico, porque as escolas não respeitam as formas diferentes de apreender dos dois sexos. Eles e elas têm características físicas e psicológicas próprias, emoções, sentimentos e gostos que não são iguais, os quais a escola precisa levar em conta para não lhes fazer mal. A educação mista e neutra preparou, segundo Sax, o ambiente para aberrações como o "casamento" homossexual.

 

Aborto: maior causa de mortalidade na Espanha

O aborto é a maior causa de mortes na Espanha, muito superior às provocadas por acidentes de trânsito, homicídio, suicídio, AIDS, drogas ou doenças. Mata-se uma criança a cada 6,6 minutos. Cada dia, 220 bebês não chegam a nascer. A denúncia é do Instituto de Política Familiar, de Madri. Desde que nova lei foi aprovada na Espanha em 1985, "as mortes por aborto aumentaram de modo vertiginoso", inclusive entre adolescentes, registrou o relatório. Um de cada seis casos de gravidez termina nessa tragédia abominável, mas tal morticínio não impressiona o fanatismo dos que defendem o aborto.

 

Italianos satisfeitos por terem tropas no exterior

77% dos italianos apóiam a presença de suas tropas no Iraque, Afeganistão e outros países em conflito. A metade está contente pelo fato de a Itália "estar presente no plano internacional com suas próprias Forças Armadas". A pesquisa foi feita para o diário “Il Giornale” de Milão pela firma Arnaldo Nasi & Associati. Esta sublinha que tais resultados eram impensáveis poucos anos atrás. O conservadorismo avança. Há 10.589 soldados italianos em 19 países, cumprindo 28 missões.

Habeas corpus para macaco; aborto e eutanásia para homens

A Promotoria do Meio Ambiente da Bahia pediu habeas corpus para a chimpanzé Suíça, "presa" no Zoológico de Salvador. Assinaram o pedido o promotor Eron Santana, cinco professores de Direito e militantes ambientalistas. Santana observou que a chimpanzé tem 99,6% de genes do homem, e por isso "é uma pessoa que não pode permanecer presa". O juiz da 9ª Vara Criminal de Salvador, Edmundo Lúcio, admitiu considerar o pedido — fato que foi comemorado como uma vitória ecologista. Porém, Suíça morreu logo depois. O promotor exigiu autópsia. No Brasil, em nome da liberdade, qualquer absurdo é invocado em favor dos animais. Entretanto, entre os homens, feitos à imagem e semelhança de Deus, a prática do aborto expande-se assustadoramente. Também a eutanásia já começa a ser adotada nas legislações de alguns países.

 

 Novos estudos demonstram: videogames induzem à violência

A Associação Americana de Psicologia (APA), mundialmente acatada, concluiu que os videogames violentos impelem crianças e adolescentes a agir violentamente. Ela baseou-se nos estudos realizados há 20 anos no mundo todo. Um deles provou que, após 10 minutos de jogo violento, o jogador adota conduta agressiva. "Mostrar atitudes violentas sem as devidas conseqüências é ensinar aos jovens que a violência é boa para resolver conflitos", acrescentou a psicóloga Elizabeth Carll, diretora do Comitê de Violência em Videojogos e Mídia Interativa, da APA.

Monges belgas recusam alterar vida religiosa por razões econômicas

A cerveja Westvleteren 12, produzida na Abadia de São Sixto de Westvleteren (Bélgica), foi eleita a melhor do mundo por milhares de especialistas de 65 países. Em conseqüência, os pedidos dessa bebida se multiplicaram, a cerveja se esgotou e muitos clientes exigiram aumento de produção. A abadia, contudo, não pretende elevar a produção. “Para nós, a vida na abadia vem primeiro, não a cervejaria” — explicou o monge Mark Bode ao jornal "De Morgen". Na abadia, cerca de 30 monges cistercienses levam uma vida de reclusão, orações e trabalho manual. Restos saudáveis da Idade Média, num mundo corrompido como o nosso.

 

Zôo de Londres exibe homens em jaula

O zoológico de Londres expôs oito seres humanos quase nus numa jaula, por sugestão da Sociedade Zoológica de Londres. A finalidade é convencer o público de que “o homem pertence ao gênero animal”. Finalidade totalmente absurda, pois na realidade ele faz parte de um gênero próprio, o humano, dotado de alma espiritual e imortal. Outro objetivo é “mostrar que sua proliferação [a do homem] é uma verdadeira praga para as outras espécies”, patenteando o fundo anti-humano e praticamente satânico da ecologia radical.

 

Breves Religiosas

Cardeal de Mumbai interdita roupas imorais nas igrejas

O Cardeal Ivan Dias, Arcebispo de Mumbai (Índia), elaborou um código moral para as roupas dos fiéis. “A igreja é a casa de Deus. Então, aquele que vem aqui deve apresentar-se de uma maneira condizente”, disse. Diana Matthew, 55 anos, comentou: "Eu vou rezar ao Criador, portanto devo me vestir decentemente. Estou muito feliz, vendo que afinal foi adotado um código de roupas”. Seema Jacob, 22 anos, da Universidade SNDT, opinou: "A igreja não é um local para pessoas de mini-saia ou roupas que descobrem o corpo". A medida desagradou o clero progressista e aqueles fiéis que professam o relativismo moral, informou Express News Service.

 

Socialismo persegue a Religião católica e introduz o Islã

Por decisão do governo socialista espanhol, começaram as aulas de islamismo nas escolas públicas das populosas regiões de Andaluzia, Aragão e País Basco. Ao mesmo tempo, o socialismo hostiliza o ensino da Religião católica. Segundo María Rosa de la Cierva, membro do Conselho Escolar do Estado, o governo menospreza com "inflexibilidade total" os anseios de milhões de pais de família católicos. Ele apresenta leis de fundo jacobino, laico e anticristão, nas quais o ensino do catolicismo é severamente amputado e marginalizado. Para ela, "isto é uma ditadura, um fato de enorme gravidade".