Fevereiro de 1994
Vícios contra a natureza: "Nem os demônios suportam..."
Comente
Leia os comentários
Envie para amigos
Versao para impressão
Verdades esquecidas

Nem os demônios suportam...

Esses infelizes .... caem no vício contra a natureza. São cegos e estúpidos, cuja inteligência obnubilada não percebe a baixeza em que vivem.

Desagrada-me esse último pecado, pois sou a pureza eterna. Ele me é tão abominável que somente por sua causa fiz desaparecer cinco cidades (cfr. Sab. 10, 6). Minha justiça não mais consegue suportá-lo.

Esse pecado, aliás, não desagrada somente a mim. É insuportável aos próprios demônios, que são tidos como patrões por aqueles infelizes ministros. Os demônios não toleram esse pecado. Não porque desejam a virtude; por sua origem angélica, recusam-se a ver tão hediondo vício. Eles atiram as flechas envenenadas de concupiscência, mas voltam-se no momento em que o pecado é cometido (“O Diálogo”: Edições Paulinas, 1984, pp. 259-260).

Nosso Senhor a santa Catarina de Siena

Comente
Leia os comentários
Envie para amigos
Versao para impressão