Janeiro de 2006
Imensa maioria nos EUA não acredita no evolucionismo
A Realidade Concisamente

 

Imensa maioria nos EUA não acredita no evolucionismo

A Criação do Mundo, de Giovanni di Paolo
Os meios darwinistas já estavam muito incomodados com a ofensiva conservadora para suprimir o exclusivismo evolucionista no ensino escolar. Agora as coisas pioraram ainda mais para eles. Caíram como uma bomba nos meios darwinistas os números da sondagem de Today/CNN/Gallup: 88% da população dos EUA crêem que a Criação é obra de Deus, ou pelo menos é fruto de um "projeto inteligente". Apenas 12% acreditam na teoria evolucionista da "seleção das espécies" e no acaso.



-




Moradores de rua entusiasmados com casamento de alto luxo

Fazia frio quando 400 seguranças afastaram meninos e moradores de rua na Praça da Sé, em São Paulo. A causa da medida foi um casamento da riqueza e da tradição, com 1.200 convidados. A praça virou estacionamento de carros deslumbrantes. Quando chegou a noiva, das centenas de pobres nasceu um burburinho de admiração e estourou um espontâneo coro: "Fe-li-ci-da-des! Fe-li-ci-da-des!". Um sacerdote da Pastoral de Rua, em sandálias de couro, calças e camisa esporte, chegou e ouviu dos moradores de rua emocionados: "Aí, padre, entra lá na igreja. Vai nos representar no casório". O religioso alegou ter esquecido o RG em casa. Na saída, a noiva foi ovacionada como uma princesa. Realmente, falar de luta de classes no Brasil soa como piada ou especulação de intelectual marxista...

Turquia não concede liberdade aos católicos

A liberdade religiosa na Turquia é só no papel, disse o Núncio Apostólico em Istambul, Mons. Edmond Farhat, ao diário “La Stampa” de Turim. "Na Turquia há uma "cristianofobia institucional", acrescentou. Desde 1967 os núncios não obtêm licença para ver a igreja de Adana, e há 130 anos a própria Nunciatura não consegue estatuto diplomático. Em 1927, os cristãos turcos eram 900.000 numa população de 13 milhões. Hoje apenas restam 150.000 em 71 milhões, segundo a agência “Corrispondenza romana”. Porém, a União Européia finge não perceber essa perseguição religiosa velada e tudo faz para o ingresso desse país islâmico no organismo europeu.

Cadáver de suicida confundido com boneco de Halloween

"Bruxa" no dia de Halloween
Halloween (o dia das bruxas, anualmente comemorado) é mera brincadeira? Não parece, pois habitua os homens ao torpe e ao infernal. Em Delaware, EUA, um fato deu uma reposta a essa pergunta, de modo tétrico. O cadáver de uma infeliz mulher suicida ficou pendurado em uma árvore a uma altura facilmente visível. As pessoas passavam sem tomar qualquer iniciativa, acreditando ser mais uma montagem de Halloween, explicou a esposa do prefeito William Glanden para o diário “The Wilmington News Journal”. Cabe a pergunta: se um dia o preternatural diabólico se manifestar sensivelmente, as pessoas não estarão já preparadas para aceitá-lo? E qual o papel do Halloween nessa preparação?

Venda de criancinhas na China comunista

O governo de Pequim abandona as crianças órfãs, alimentando o sinistro negócio da venda de bebês. Na Internet, o preço de um menino de 100 dias é 3.500 dólares; e se for menina, 1.600. O site com essa "oferta" só saiu do ar quando denunciado, informou a agência vaticana "Asianews". Este é um dos muitos subprodutos monstruosos das políticas socialistas de controle da natalidade.

Mais uma fuga do “paraíso” comunista cubano

Coral Nacional de Cuba
A viagem acabou mal para Fidel Castro. E muito bem para os artistas. Os 38 integrantes do Coral Nacional de Cuba realizavam recente tournée de apresentações no Canadá. Quando os agentes castristas cortaram as diárias do hotel, para tentar impedir que os cantores fugissem, mais de 20 deles abandonaram o grupo e pediram asilo político. Preferiram correr qualquer risco antes que voltar ao inferno da ilha-prisão de Fidel.







Rádio na Internet para cães e gatos. Ou para os donos?

Em Los Angeles (EUA) funciona uma rádio exclusiva para animais domésticos, transmitindo em inglês e espanhol, via Internet: a DogCatRadio. Os locutores "falam" para os bichos e tocam músicas, que supõem sejam do gosto animal. Na verdade, a emissora mais parece voltada para os donos, aos quais de fato se dirigem as mensagens e as propagandas.

O isolamento psicológico e moral dos homens, num mundo em que a família é menosprezada e os crianças são tidas como empecilhos, chegou ao ponto de haver quem procure ouvir uma rádio dirigida a gatos e cachorros!

Ciência recomenda refeições em família

As refeições em família reforçam os vínculos, melhoram a qualidade das comidas, protegem dos excessos de alimentação ou de fitness [exercícios físicos], reforçam a saúde psíquica, favorecem o contato com a realidade, são formativas quanto às boas maneiras, sendo ótimas para educar crianças e adolescentes. Tais conclusões não são de um saudosista, mas resultado de amplas e sérias pesquisas científicas recentes, sobretudo com adolescentes, resumidas no livro da jornalista Miriam Weinstein, O surpreendente poder das refeições em família: comer juntos nos torna mais inteligentes, mais fortes, mais saudáveis e mais felizes. Tudo isso é verdadeiro quando o convívio durante a refeição não é sabotado pela TV ligada, esclarece Weinstein.




Jovens lideram oposição ao aborto na Inglaterra

Na Inglaterra, onde se pode abortar até a 24ª semana de gestação, 80% da população afirmam que 200.000 abortos anuais "é demais". 89% acreditam que a legislação sobre o aborto deve ser continuamente revista e levar em consideração os progressos da medicina, que permitam ajuda e atenção cada vez mais precoces em relação aos nascituros. 62% acham que a lei deve ser restringida "significativamente". 75% dos jovens de 18 a 24 anos apóiam essa posição, formando o grupo social mais oposto ao massacre de inocentes. "A enquête mostra quão desatualizada e fora da pista ficou a lei de aborto", disse a responsável da sondagem, Citra Abbot. A Communicate Research pesquisou 1005 britânicos no 38º aniversário dessa cruel legislação abortista.

*     *     *

Breves Religiosas

 

Exéquias de bispo chinês anticolaboracionista

D. Pierre Chang Bairen
Uma onda de veneração popular ignorou as proibições marxistas às exéquias públicas de D. Pierre Chang Bairen, bispo de Hanyang (China). Ele é considerado um herói da resistência católica contra a coexistência com o comunismo. D. Pierre passou 24 anos preso por não aderir à chamada Igreja Patriótica, vinculada ao regime comunista. A Cardinal Kung Foundation noticiou que ele consagrara sua diocese ao Imaculado Coração de Maria, pedindo duas graças: "1) Que nossa diocese ficasse isenta da pestilenta reforma religiosa contra o Papa de Roma; 2) Que eu, o mais débil dos homens, não seja um Judas". Obviamente, ele desagradou os eclesiásticos e civis que promovem a política de aproximação entre o Vaticano e Pequim.



Natal: coragem católica vence gigante dos supermercados

O Wal-Mart, maior rede mundial de supermercados, sofreu nos EUA boicote nacional liderado por advogados católicos. Fingindo desconhecer o Natal, a rede baniu o tradicional cumprimento cristão Merry Christmas e promoveu as festas de outras religiões. O Wal-Mart reagiu ao boicote com uma esdrúxula declaração de que se baseava em doutrinas sobre uma suposta origem pagã do Natal. No fim, a pressão católica prevaleceu e o Wal-Mart pediu desculpas públicas por sua resposta "imprópria e inflamada". Os católicos americanos estão empenhados na restauração da festa do Nascimento de Nosso Senhor Jesus Cristo em seu país.