Agosto de 2005
Santiago, o Menor
Ambientes, Costumes e Civilizações

                     Santiago, o Menor

                      Sabedoria, experiência da vida e da Religião

       Plinio Corrêa de Oliveira

D
ir-se-ia que esta imagem do Apóstolo, que foi Bispo de Jerusalém, recebeu influência da Sainte Chapelle, na qual foi colocada.

Pela imagem, é um homem que está na porta da velhice, mas ainda com muita vitalidade. Chamam a atenção a abundância de cabelos e o rosto sisudo, embora não envelhecido. Seu corpo, que já sofreu o embate de mil esforços, conserva-se entretanto vigoroso e varonil.

É notável sua serenidade, como quem contempla com calma e consciência tranqüila um magnífico passado já vivido. Espera ele, com serenidade e confiança na Providência, o que lhe resta viver. É verdadeiramente um santo.

É ilustrativo fazer a comparação da imagem desse santo com as dulçorosas que se encontram por aí. Uns bonequinhos de gesso, pintados com face cor-de-rosinha, imberbes e ostentando sorrisos bobinhos, sem entender do que se trata...

Esta imagem de Santiago, o Menor, não! É um homem repleto de sabedoria, que tem experiência da vida, sobretudo das coisas da Religião, da vida interior, seguindo resolutamente para a frente, em sua caminhada.

______________

Nota da Redação:

A Sainte Chapelle foi construída na Ille de la Cité — Paris, França — por São Luís IX (1215 – 1270), Rei da França, para receber as relíquias que trouxe de Constantinopla, especialmente a coroa de espinhos de nosso Redentor

___________________________________________________________________________

Excertos de conferência proferida pelo Prof. Plinio Corrêa de Oliveira, em 12 de abril de 1989. Sem revisão do autor.