Fevereiro de 2008
Não é filme de horror; são clínicas de aborto “legal”
A Realidade Concisamente

Reação de fiéis leva cardeal a proibir “missas homossexuais”

Os católicos ingleses não podiam acreditar, mas era verdadeiro: o Cardeal Cormac Murphy O'Connor [foto], primaz da Inglaterra, tinha autorizado “missas homossexuais” para militantes da sodomia aglutinados na rede “Quest”. Estes diziam que tais missas eram “só o começo”. Porém os católicos ingleses apresentaram seus protestos diretamente ao Vaticano. Pouco depois o vigário geral da arquidiocese de Londres, Mons. Sheamus O'Boyle, encerrou as escandalosas missas. Reuniões de estudantes homossexuais que se diziam católicos, na Universidade de Liverpool, promovidas pelo mesmo grupo, também foram extintas pela arquidiocese da cidade, após queixas apresentadas pelos fiéis.

Não é filme de horror; são clínicas de aborto “legal”

O fechamento de quatro clínicas abortistas de Barcelona, do grupo Ginedemex, desvendou algo do que ocorre no submundo do aborto “legal”. Nelas faziam-se abortos sem limite de tempo de gestação, designando-os “abortos legais”. Trituradoras industriais, ocultas sob a mesa da recepção da clínica ou junto da sala de espera das mulheres, moíam fetos de mais de 24 semanas; esgotos entupidos por restos humanos; simples faxineiras que distribuíam remédios ou “esterilizavam” bisturis; anestesistas sem qualificação e psiquiatras que assinavam relatórios médicos sem terem visto as pacientes –– horrores como estes constam nos autos do processo que corre no 33º Juizado de Barcelona. O Tribunal Superior de Justiça da Catalunha ordenou a prisão do diretor e de responsáveis das clínicas por “atos radicalmente ilegais”.

Cardeal da Letônia: homossexuais não podem governar


O Cardeal de Riga (Letônia), D. Janis Pujats [foto], advertiu que os homossexuais devem ser banidos dos cargos públicos do país. Nas próximas eleições, disse o Cardeal, os candidatos devem se manifestar “preparados para defender a nação letã contra a invasão da homossexualidade na vida pública”, informou “The Baltic Times”. O cardeal Pujats sublinhou que um indivíduo que não seja um “vigoroso advogado dos valores morais do povo não pode concorrer e não pode ser nomeado primeiro-ministro”. Os princípios morais corajosamente defendidos por D. Pujats, entretanto, são considerados ilegais pelas iníquas normas da União Européia. Não é a primeira vez que um sucessor dos Apóstolos desafia corajosamente normas jurídicas imorais.

Bandidos fazem uso de dados fornecidos pelas próprias vítimas

A tendência de publicar tudo sobre si próprio na Internet, em sites do tipo Orkut, serve para bandidos planejarem golpes contra suas futuras vítimas. Agindo assim os internautas de “forma tão irresponsável e leviana” –– conforme escreveu o professor de Informática da USP, Marco André Vizzortti ––, não é de estranhar que bandos delituosos atuem com detalhado conhecimento das situações: fotos e costumes dos filhos menores, do carro ou da moto na garagem, locais freqüentados, hábitos nas férias, preferências de compras, obras musicais, artísticas ou outras. Muitos dramas teriam sido evitados, se não se fornecessem tais informações em sites, páginas ou blogs da Internet.

Elisabeth II: a rainha mais longeva da Grã-Bretanha

A rainha Elisabeth II, ao completar 81 anos, tornou-se a soberana britânica mais longeva da história. Ela celebrou a data discretamente no castelo de Windsor, poucas semanas depois de comemorar o 60º aniversário de casamento. O povo inglês regozijou-se. Quando os presidentes democráticos falam de 3º mandato, todos se enregelam, por motivo de interesses sucessórios. Mas nas monarquias, quanto mais duram os monarcas, mais o povo se sente feliz. Nestes sintomáticos contrastes, sente-se a diferença entre os regimes políticos nascidos organicamente, sob o bafejo da Civilização Cristã, e os sistemas igualitários oriundos da Revolução Francesa.


Croácia: redução do aborto, divórcio e suicídio

Desde 1989 até 2005, o número de abortos caiu 88,5% na Croácia. O resultado é fruto de um trabalho de catequização e formação promovido pela Igreja Católica, informou a agência Zenit. A monstruosa lei de aborto nesse país é a mesma do período comunista. Em virtude de dito apostolado, caiu o número de divórcios e suicídios e o uso de anticoncepcionais, e duplicou o número de famílias com pelo menos três filhos. O nível de doentes de AIDS ficou baixíssimo. Nesta recuperação religiosa, moral, cultural e humana, pesou decisivamente a propaganda anti-aborto e a difusão da devoção a Nossa Senhora de Fátima, estimuladas por associações leigas católicas como Luci sull'Est, da Itália.



Terroristas arregimentam índios nas fronteiras da Venezuela

O presidente venezuelano Hugo Chávez abriu as portas para terroristas do Hezbollah fazerem doutrinamento de silvícolas no país. O Hezbollah, grupo financiado pelo Irã,já perverteu ao maometanismo a tribo Wayuu, dos índios Guajiros, que vivem entre a Venezuela e a Colômbia [foto]. As mulheres portam o véu islâmico, os homens treinam com fuzis russos Kalashnikov, e as crianças aprendem a ler o Corão. Alguns se fizeram fotografar como homens-bomba. O Brasil e a Venezuela têm reservas indígenas fronteiriças na altura de Roraima. No momento em que o governo Lula quer expulsar os arrozeiros da reserva Raposa Serra do Sol, o Hezbollah, auxiliado pelos petrodólares, poderá tentar perverter os índios brasileiros da região, como já fez com os Wayuu.

Cientistas rejeitam teoria da influência humana no aquecimento global

Mais de 400 eminentes cientistas, renomados mundialmente em dezenas de especialidades, publicaram estudos individuais sustentando que o aquecimento global deve-se a ciclos naturais e não pode ser relacionado com atividades humanas. Ditos trabalhos representam mais de 50% dos escritos científicos recentes sobre o tema. A imensa lista desses cientistas e dos seus trabalhos, com um excerto de cada um, foi publicada pelo Comitê do Senado dos EUA para o Meio Ambiente e Obras Públicas. Muitos deles são ou foram membros do IPCC, e contestam os diretores desse organismo da ONU que, movidos por tendências ideológicas anti-capitalistas, publicaram conclusões abusivas sobre o chamado aquecimento global. A mídia, entretanto, silencia a produção científica da maior parte dos cientistas que não vêem grande influência humana em fenômenos de aquecimento, deixando o público à mercê dos exageros “apocalípticos” e “catastrofistas” do ecologismo anti-civilizatório.

Breves Religiosas

Ex-premiê inglês torna-se católico

O ex-premiê britânico Tony Blair abandonou o anglicanismo e ingressou na Igreja Católica. Blair queria anunciar sua conversão anteriormente, durante a visita que fez, ainda como primeiro ministro, a S. S. Bento XVI. O fato teria tido, no mundo inteiro, excelente repercussão entre os católicos e na crescente legião de anglicanos que estão se convertendo ao catolicismo. Porém Blair foi dissuadido pelo cardeal Cormac Murphy O'Connor, primaz da Inglaterra, que alegou ser a conversão um ato apenas pessoal. Entretanto, são numerosos os casos de chefes de Estado –– alguns canonizados pela Igreja, como Santo Estêvão da Hungria –– que entraram para a Santa Igreja no exercício do governo e tornaram-se apóstolos visando converter suas nações.

Igreja Católica não cessa de crescer na Ásia

Apesar dos atentados, da violência fundamentalista e da falta de liberdade religiosa, a Igreja Católica na Ásia não pára de crescer em número e dedicação, concluiu o Conselho Especial para a Ásia da Secretaria Geral do Sínodo dos Bispos, no Vaticano. Um exemplo comovedor verificou-se nas igrejas do Iraque, por ocasião do Natal. Os templos católicos ficaram abarrotados de fiéis [foto] para celebrar o Natal do Menino Jesus. Muitos deles tinham emigrado do país por causa dos atentados terroristas, mas voltaram depois que o sentido da guerra inclinou-se a favor da coalizão e dos iraquianos desejosos de ordem e paz.