Julho de 2006
Santos e Festas de julho
Comente
Leia os comentários
Envie para amigos
Versao para impressão
Santos e Festas do Mês

1

Santo Aarão, Levita

+ Palestina, 1250 a.C. Irmão de Moisés, foi seu porta-voz junto ao Faraó, quando das tentativas de libertar o povo hebreu do cativeiro no Egito. Foi declarado por Moisés, por ordem de Deus, o primeiro e Supremo Sacerdote da Ordem levítica.

Primeiro Sábado do mês.

2

Santo Oton de Bamberg, Bispo e Confessor

+ Alemanha, 1139. “Na época da querela entre a Igreja e o Império, soube, por sua correção e lealdade, servir sem choques a corte imperial e a Sé Apostólica. Pregou o Evangelho aos povos da Pomerânia e da Germânia do Norte” (do Martirológio Romano-Monástico).

3

São Tomé, Apóstolo.

São Leão II, Papa e Confessor

+ Roma, 683. Eloqüente pregador, notável por sua caridade para com os pobres e seu amor à música. Confirmou o III Concílio de Constantinopla, sendo elogiado no Liber Pontificalis por suas qualidades naturais e virtudes cristãs.

4


Santa Isabel, Rainha de Portugal, Viúva.

(Vide Catolicismo, julho/1986)

5

Santa Godoleva, mártir da fidelidade conjugal

+ Holanda, 1070. Todo o amor e consideração aparentados pelo marido antes do casamento passaram, por instigação da mãe deste, a ódio e maus tratos. Para manter a paz doméstica e obter a conversão de seus perseguidores, Godoleva resolveu sofrer tudo pacientemente com espírito sobrenatural. Foi mandada enforcar pelo marido que, para não comprometer-se, pretextou uma viagem. Depois, moído de remorsos, confessou o crime e foi expiar seu pecado num convento.

6

Santa Maria Goretti, Virgem e Mártir

(Vide Catolicismo, julho/1996)

7

São Panteno, Confessor

+ Alexandria, séc. II. “Varão apostólico, repleto de sabedoria, tão grande era seu zelo e amor pela palavra de Deus que, abrasado de fé e piedade, saiu a pregar o Evangelho de Cristo aos povos que habitavam os mais remotos confins do Oriente” (do Martirológio Romano).

Primeira Sexta-Feira do mês.

8

São Procópio, Mártir

+ Palestina, séc. IV. Primeira vítima da perseguição de Diocleciano, segundo o historiador Eusébio. "Era originário de Jerusalém e vivia como asceta. Sua cultura profana era fraca, mas a Palavra de Deus era sua força. Foi decapitado após ter confessado valorosamente sua fé” (do Martirológio Romano-Monástico).

9

Santa Paulina do Coração Agonizante de Jesus

(Vide Catolicismo, maio/2002)

10

Sete Irmãos Mártires

+ Roma, séc. II. Estes sete irmãos – Januário, Felipe, Félix, Silvano, Alexandre, Vital e Marcial – enfrentaram o martírio sob o imperador Antonino, exortados por sua mãe, Santa Felicidade.

11


São Bento Abade, Confessor.









São Sigisberto, Confessor

+ Alemanha, séc. VII. “Monge irlandês, deixou a caravana monástica de São Columbano, que passava pela Suábia em direção à Itália, para fundar junto à nascente do Reno um novo centro de vida religiosa chamado Disentis” (do Martirológio Romano-Monástico).

12

Santos Narbor e Félix, Mártires

+ Itália, séc. IV. Estes dois irmãos soldados, de origem africana, sofreram vários tormentos sob Maximiano, sendo por fim degolados.

13

São Silas, Confessor

+ Macedônia, séc. I. Foi designado pelos Apóstolos para acompanhar São Paulo e São Barnabé em suas pregações aos gentios. “Cheio da graça de Deus, exerceu fervorosamente o ministério da pregação” (do Martirológio).

14

São Héraclas, Bispo e Confessor

+ Egito, séc. III. Estudou na Escola de Alexandria, tornando-se depois Bispo dessa cidade. Sua grande fama atraía à sua Sé episcopal muitos eruditos que vinham para conhecê-lo.

15


São Boaventura, Confessor e Doutor da Igreja

(Vide Catolicismo, julho/1995)

16

Nossa Senhora do Carmo

Festa prescrita a toda a Igreja em 1726 por Bento XII, tem por fim agradecer a Nossa Senhora as extraordinárias graças que concedeu à Ordem do Carmo e a todos os que, usando o escapulário, se confessam seus dignos servos. Segundo revelações de Nossa Senhora, o uso piedoso do escapulário do Carmo salva as almas do inferno e abrevia seu Purgatório.

17

Beato Inácio de Azevedo, S.J. e 39 Companheiros, Mártires do Brasil.

Santa Marcelina, Virgem

+ Milão, Séc. IV. Irmã de Santo Ambrósio, recebeu o véu das virgens da mão do Papa Libério, na Basílica de São Pedro, em 353.

18

Santa Sinforosa e filhos, Mártires

+ Itália, séc. III. Esposa do mártir São Getúlio, morreu também pela fé católica juntamente com seus sete filhos, Crescêncio, Julião, Nemésio, Primitivo, Justino, Estácio e Eugênio.

19

Santo Ambrósio Autpert, Confessor

+ França, séc. VIII. “Oficial da corte de Pepino, o Breve, foi preceptor do futuro Imperador Carlos Magno, entrando logo depois para a abadia de São Vicente, no Ducado de Benevento. Autor muito apreciado na Idade Média, escreveu vários comentários à Sagrada Escritura e várias obras litúrgicas e hagiográficas” (do Martirológio Romano-Monástico).

20

Santo Elias, Profeta

(Vide Catolicismo, julho/1994)

21

São Lourenço de Brindisi, Confessor e Doutor da Igreja

+ Lisboa, 1619. Religioso capuchinho italiano, pregou durante 20 anos na Itália e Alemanha, sendo um dos mais terríveis adversários do protestantismo em seu tempo. Hábil diplomata, foi encarregado pelo Papa de delicadas missões, falecendo em Portugal, nesse exercício. Deixou várias obras de polêmica e exegese.

22

Santa Maria Madalena, Penitente.

São João Lloyd, Mártir

+ Inglaterra, 1679. Natural do País de Gales, estudou em Guent e Valladolid, onde foi ordenado. Voltou a seu país para dar assistência aos católicos, mas foi preso e condenado à morte como padre clandestino, juntamente com São Philip Evans. Canonizado entre os 40 Mártires da Inglaterra e País de Gales.

23

São João Cassiano, Confessor

+ França, 432. Provençal, fez-se monge em Belém e depois viveu 15 anos como eremita no Egito. Ordenado, fixou-se em Marselha, onde fundou diversos mosteiros, nos quais implantou o ascetismo e a espiritualidade dos monges do Egito.

24

São João Boste, Mártir

+ Inglaterra, 1594. Tendo estudado em Oxford, converteu-se ao catolicismo em 1576, indo para a França, onde foi ordenado. Designado para as missões inglesas, esteve atendendo os católicos residentes no norte da Inglaterra. Tendo sido descoberto, foi enforcado e esquartejado, morrendo assim gloriosamente pela fé católica.

25

São Tiago Maior, Apóstolo

+ Séc. I. Irmão de São João, foi um dos três Apóstolos presentes na Transfiguração e na Agonia do Horto. Pregou na Judéia, Samaria e Espanha. Patrono e Protetor deste último país. Seu sepulcro em Compostela foi um dos mais famosos da Idade Média.

26


São Joaquim e Santa Ana, pais de Maria Santíssima.









São Jacinto, Mártir

+ Itália, séc. II. “Lançado primeiro no fogo, e depois projetado numa torrente, saiu incólume. Depois, sob o imperador Trajano, terminou sua vida ao fio da espada. A matrona Júlia sepultou-lhe o corpo em sua quinta perto de Roma” (do Martirológio Romano).

27

São Celestino I, Papa e Confessor

+ Roma, 432. Romano de nascimento, foi atraído a Milão pela santidade de Santo Ambrósio. Eleito Papa, combateu as heresias de Nestório e de Pelágio, convocando para isso o Concílio de Éfeso, que proclamou a divina maternidade de Nossa Senhora.

28

Santos Mártires da Tebaida

+ Egito, séc. III. Padeceram sob Décio e Valeriano os mais diversos tormentos. A um dos mártires, “brandamente ligado a uma alcatifa de flores, chegou-se uma desavergonhada mulher para o provocar à luxúria. Ele, porém, cortou com os dentes a própria língua e cuspiu-a no rosto da sedutora”, sendo depois martirizado. Glorioso exemplo de castidade por amor a Deus (do Martirológio Romano).

29

São Lobo, Bispo e Confessor

+ França, 478. Bispo de Troyes, esteve na Inglaterra com São Germano combatendo o pelagianismo. De volta a seu país, Átila, o bárbaro rei dos hunos, o reteve como refém, dele recebendo benéfica influência.

30

Santa Julita, Mártir

+ Ásia Menor, 305. Rica viúva de Cesaréia, tendo sido despojada por meios fraudulentos de toda sua fortuna por um dos principais da cidade, resolveu processá-lo. Intimada, durante o processo, a sacrificar aos ídolos para obter a restituição de seus bens, preferiu perdê-los, e à vida temporal, para ganhar a eterna. Belo exemplo de desapego aos bens e à própria vida por amor de Deus.

31

Santo Inácio de Loyola, Confessor

(Vide p. 26)


_______________

Nota:

Os Santos aos quais já fizemos referência em Calendários anteriores têm aqui apenas seus nomes enunciados, sem nota biográfica.

* * *

Intenções para a Santa Missa em julho

Será celebrada pelo Revmo. Padre David Francisquini, nas seguintes intenções:

Em agradecimento a Nossa Senhora do Carmo pela imensa proteção a todos aqueles que usam ou usaram até a morte o Santo Escapulário do Carmo, sinal de salvação. Pedindo a Ela uma particular proteção aos assinantes e leitores de Catolicismo, para livrá-los da violência e da criminalidade alarmantes em nossos dias.

*     *     *

Intenções para a Santa Missa em agosto

Pelos méritos e graças próprios à Assunção da Mãe de Deus aos Céus — principal celebração mariana no mês de agosto —, rezando pelas almas dos policiais cruelmente mortos nos ataques do “crime organizado”, no mês de maio último em São Paulo. Pelas mães que perderam seus filhos no cumprimento do dever, durante aqueles dias de caos. E por todos os policiais que arriscam suas vidas para manter a segurança pública. Rogando a Nossa Senhora da Assunção que, em situações trágicas como aquela vivida em São Paulo, Ela proteja especialmente todos os Estados brasileiros e ampare de modo maternal os simpatizantes de Catolicismo e seus familiares.

Comente
Leia os comentários
Envie para amigos
Versao para impressão