Novembro de 2005
Beatíssimo Padre, dizei uma só palavra e milhões de inocentes serão salvos!
Destaque

Beatíssimo Padre, dizei uma só palavra e milhões de inocentes serão salvos!

Associação dos Fundadores da TFP – Tradição Família Propriedade reage em vista de iminente votação de um Projeto de Lei abortista de autoria da deputada comunista Jandira Feghali

          A votação do projeto abortista no Congresso Nacional estava programada para o dia 19 p.p. A TFP–Fundadores mobilizou rapidamente seus aderentes e simpatizantes para um maciço envio de protestos aos deputados da Comissão de Seguridade Social e Família. Também enviou uma carta a S.S. o Papa Bento XVI, pedindo sua intervenção para barrar a aprovação desse iníquo Projeto de Lei. Abaixo segue a transcrição da carta.(*)

Graças a Deus, a votação sorrateira desse radical projeto (PL 1135/91) foi adiada. Mas não podemos nos desmobilizar. Com tal adiamento, todos os brasileiros contrários ao aborto ainda dispõem de tempo para enviar protestos. Convide seus parentes, amigos e vizinhos para participarem dessa campanha contra o massacre de inocentes, acessando o site da entidade:

*     *     *

São Paulo, 17 de outubro de 2005

À Sua Santidade

Papa Bento XVI

Cidade do Vaticano

 

          Beatíssimo Padre,

Pedimos vênia a Vossa Santidade para expor o seguinte problema que angustia os católicos brasileiros.

A Deputada Jandira Feghali, do Partido Comunista do Brasil, partido da maioria governista do Presidente Lula da Silva, relatora dos projetos de liberalização do aborto no seio da Comissão de Seguridade Social e Família da Câmara dos Deputados, apresentou intempestivamente um projeto substitutivo que deverá ser votado na dita Comissão na próxima Quarta-feira, 19 de outubro.

O projeto da Deputada Feghali estabelece, em seu artigo primeiro, que o aborto é um direito de toda mulher. Esse suposto “direito” é assegurado irrestritamente até doze semanas de gestação (levadas até vinte no caso de gravidez resultante de “crime contra a liberdade sexual”), ou mesmo até o fim de gestação, no caso de grave risco para a saúde materna.

O projeto prevê ainda o “direito” ao aborto em qualquer tempo no caso de diagnosticar-se no feto qualquer malformação congênita “incompatível” com a vida ou doença grave e incurável.

Em resumo, se o projeto da Deputada Feghali for aprovado, o Brasil passará a ter uma das legislações mais abortistas do mundo, contrariando o sentimento profundo do povo brasileiro que, segundo as pesquisas mais recentes, é compactamente oposto a qualquer liberalização do aborto.

Aflitos ante a iminência da aprovação de um crime que clama a Deus por vingança, vimos pedir a intervenção de Vossa Santidade junto às Autoridades religiosas e civis do Brasil para que seja cumprida a Lei de Deus e a Lei Natural em conformidade com as repetidas condenações do aborto feitas pela Santa Sé.

Beatíssimo Padre, dizei uma só palavra e milhões de inocentes serão salvos!

Pondo aos pés de Vossa Santidade os esforços que esta Associação, auspice et afflante Beata Maria Virgine, está fazendo e continuará a fazer para impedir por todos os meios legais que dito pecado público seja cometido, pedimos humildemente a Bênção Apostólica.

                                     

Luiz Nazareno de Assumpção Filho

Associação dos Fundadores da  TFP -  Tradição Família Propriedade
Presidente

_________

Nota:

(*) Carta com teor semelhante foi também enviada ao Presidente da CNBB (Conferência Nacional dos Bispos do Brasil), Cardeal D. Geraldo Magella Agnelo.