Maio de 2007
Sintomas alarmantes
Discernindo, comentando, agindo

Sintomas alarmantes

Sem dúvida, o mundo está de cabeça para baixo. Quem não acreditar, leia as “pílulas” abaixo. Elas são negras e mal cheirosas, é verdade, mas não podemos “dourá-las” para fugir da realidade.

Cid Alencastro

A ministra da “Secretaria Especial de Políticas de Promoção da Igualdade Racial”, criada pelo presidente Lula para combater o racismo, saiu-se com a seguinte frase: “Não é racismo quando um negro se insurge contra um branco”. A afirmação foi geralmente considerada pelos comentaristas da imprensa como manifestação de racismo.

O rabino Sobel, tido como um dos mais destacados defensores dos chamados direitos humanos no Brasil, ligado de modo geral à esquerda católica, foi apanhado pela polícia norte-americana roubando gravatas em lojas na Flórida. Depois disso foi internado num hospital, pois disseram que se tratava de problemas de “descontrole emocional”. Defensores dos direitos humanos promoveram “desagravos” ao rabino Sobel, não se sabe bem por quê, pois ninguém o agravou.

John Tavener

O príncipe Charles, da Inglaterra, se futuramente tornar-se rei, vai ser o chefe da igreja anglicana naquela nação. Apesar disso, encomendou ao compositor John Tavener, uma obra baseada no Corão muçulmano, chamada The beautiful names.



Um deputado, para incentivar a legalização do aborto, propôs a realização de um plebiscito. De si, é um absurdo colocar a vida humana em leilão de ofertas. Mas dir-se-ia que os defensores do aborto exultariam. Não! Ficaram apavorados, pois sabem que a grande maioria dos brasileiros é contra a matança de inocentes. Assim, representantes de ONGs que defendem o chamado “direito” de a mulher optar pelo aborto fizeram objeções à realização do plebiscito. Para Beth Saar, assessora técnica do Centro Feminista de Estudos e Assessoria (Cfemea) que defende a descriminalização do aborto, a consulta pública não deveria nem mesmo ser realizada.

A Polícia tem como um de seus objetivos defender a moralidade pública dos cidadãos. Não obstante, o alto comando das polícias civil e militar de todo o País programou um show de “transformistas” no dia 12 de abril, no Othon Palace. O show faz parte do 1º Seminário Nacional de Segurança Pública e Combate à Homofobia, que reuniu 150 policiais das mais altas patentes durante três dias no hotel. As “transformistas” pertencem ao primeiro clube homossexual do País.

Av. Paulista, em São Paulo, está sendo preservada de eventos que a paralisem, entretanto a Prefeitura vai permitir, em junho, a Parada Homossexual nessa via pública.

Trash people (lixo "arte")

O jornal “O Estado de S. Paulo”, de 26-3-07, informa que “A nova onda é transformar lixo em peça de luxo”; trata-se de “uma reciclagem de luxo ao transformar lixo em objetos que ninguém desconfiaria de onde nasceram”.

* * *

Tudo isso são sintomas do ocaso da Civilização Cristã. É nessa perspectiva que se compreendem facilmente as advertências de Nossa Senhora em Fátima!