HOME
Capa

Desgraças nos tempos do Anticristo e perseverança dos fiéis

"A Terra será atingida por toda espécie de pragas (além da peste e da fome, que serão gerais); haverá guerras até a última guerra que será então movida pelos dez reis do Anticristo, cujo objetivo será o mesmo, e serão os únicos a governarem o mundo. Antes que isto aconteça, haverá uma espécie de falsa paz no mundo; não se pensará em outra coisa senão em se divertir; os maus entregar-se-ão a toda sorte de pecados. Mas os filhos da Santa Igreja, os filhos da fé, meus verdadeiros imitadores, acreditarão no Amor de Deus e nas virtudes que me são mais caras. Felizes essas almas humildes conduzidas pelo Espírito Santo! Eu combaterei junto a elas até que atinjam a plenitude da idade.

Ações dos demônios e do Anticristo

“Os demônios do ar, junto com o Anticristo, farão grandes prodígios na terra e nos ares, e os homens se perverterão cada vez mais”

"A natureza exige vingança por causa dos homens, e estremece de pavor na espera do que deve acontecer à Terra emporcalhada de crimes. Tremei, ó Terra, e vós que fizestes profissão de servir a Jesus Cristo, mas que no vosso íntimo adorais a vós próprios; tremei, pois Deus vai entregar-vos a seu inimigo, porque os lugares santos estão imersos na corrupção; muitos conventos não são mais casas de Deus, mas pastagens de Asmodeu e os seus [demônios]. Durante esse tempo nascerá o Anticristo de uma religiosa hebraica, uma falsa virgem que terá comunicação com a velha serpente, e o mestre da impureza seu pai será bispo; ao nascer, vomitará blasfêmias e terá dentes; numa palavra, será o diabo encarnado; dará gritos aterrorizadores, fará prodígios, alimentar-se-á de impurezas. Terá irmãos que, embora não sejam como ele outros demônios encarnados, serão filhos do mal; aos doze anos eles se farão notar pelas valorosas vitórias que obterão; logo estará cada um à testa de exércitos, assistidos por legiões do inferno.

“As estações mudarão, a terra só dará maus frutos, os astros perderão seus movimentos regulares, a Lua não projetará senão uma débil luz avermelhada; a água e o fogo darão ao globo terrestre movimentos convulsivos e horríveis tremores de terra, que engolirão montanhas, cidades, etc.

“Roma perderá a fé e se tornará sede do Anticristo.

“Os demônios do ar, junto com o Anticristo, farão grandes prodígios na terra e nos ares, e os homens se perverterão cada vez mais. Deus tomará sob seus cuidados os fiéis servidores e os homens de boa vontade, o Evangelho será pregado por toda parte, todos os povos e todas as nações terão conhecimento da verdade.

Nossa Senhora e os apóstolos dos últimos tempos

S. Luís Grignion profetizou a entrada em cena dos apóstolos dos últimos tempos

"Faço um premente apelo à Terra; apelo aos verdadeiros discípulos do Deus vivo que reina nos Céus; apelo aos verdadeiros imitadores de Jesus Cristo feito homem, o único e verdadeiro Salvador dos homens; apelo aos meus filhos, meus verdadeiros devotos, àqueles que se deram a mim para que eu os conduza a meu divino Filho, àqueles que levo por assim dizer nos meus braços, àqueles que vivem de meu espírito. Enfim, apelo aos apóstolos dos últimos tempos, aos fiéis discípulos de Jesus Cristo que viveram no desprezo do mundo e de si próprios, na pobreza e na humildade, no desprezo e no silêncio, na oração e na mortificação, na castidade e na união com Deus, no sofrimento e desconhecidos do mundo. É chegado o tempo para que eles saiam e esclareçam a Terra. Ide e mostrai-vos como meus filhos amados; estou convosco e em vós, contanto que vossa fé seja a luz que vos ilumina nestes dias de desgraças. Que vosso zelo vos faça como que famintos da glória e honra de Jesus Cristo. Combatei, filhos da luz, pequeno número que isto vedes; pois aí está o tempo dos tempos, o fim dos fins.


No fim do mundo, Deus enviará Enoch e Elias

O segredo destaca o papel que desempenharão Enoch e o profeta Elias (acima)

"A Igreja será eclipsada, o mundo estará na consternação. Mas eis Enoch e Elias cheios do Espírito de Deus; eles pregarão com a força de Deus, os homens de boa vontade acreditarão em Deus e muitas almas serão consoladas; eles farão grandes progressos pela virtude do Espírito Santo e condenarão os erros diabólicos do Anticristo. Ai dos habitantes da Terra! Haverá guerras sangrentas e fome, peste e doenças contagiosas; haverá chuvas de granizo espantosas para os animais; trovoadas que abalarão as cidades, terremotos que engolirão países; ouvir-se-ão vozes pelos ares; os homens baterão as cabeças contra as paredes; pedirão a morte, e por outro lado a morte será seu suplício; o sangue correrá de todo lado. Quem poderá resistir, se Deus não diminuir o tempo da prova? Deus se deixará dobrar pelo sangue, lágrimas e orações dos justos. Enoch e Elias serão mortos; Roma pagã desaparecerá; o fogo do céu cairá e consumirá três cidades; todo o universo será tomado de terror e muitos deixar-se-ão seduzir, porque não adoraram o verdadeiro Cristo vivo entre eles. Chegou a hora, o sol se obscurece, só a fé viverá.

“Chegou o tempo, o abismo se abre. Eis o rei dos reis das trevas, eis a Besta com seus súditos proclamando-se o Salvador do mundo. Ele se elevará orgulhosamente nos ares para ir até o Céu; será asfixiado pelo sopro de São Miguel Arcanjo. Cairá; e a Terra, que durante três dias estará em contínuas evoluções, abrirá seu seio cheio de fogo; ele será submerso para sempre, com todos os seus, nos despenhadeiros eternos do inferno. Então a água e o fogo purificarão a Terra e consumirão todas as obras do orgulho dos homens, e tudo será renovado; Deus será servido e glorificado".

Fim da aparição. Nossa Senhora sobe ao Céu


No fim dessas palavras, Nossa Senhora acrescentou: "Pois bem, meus filhos, comunicareis isto tudo a meu povo". E caminhou até uma elevação próxima. Seus pés apenas tocavam a fímbria das ervas, sem as dobrar. Tendo atingido o topo, Ela se deteve olhando com terna bondade os videntes. E começou a se elevar insensivelmente até a altura de um metro. Ficou ali apenas um instante, o suficiente para olhar o céu, a terra, à sua direita e à sua esquerda. Depois Ela pousou seus olhos "tão doces, tão amáveis e tão bons que eu julguei que ela me atrairia até seu interior, e parecia que meu coração se abria ao d'Ela", narrou Mélanie. A luz que a rodeava tornou-se mais intensa, como envolvendo Nossa Senhora, e Ela desapareceu pouco a pouco. A luz ascendeu suavemente rumo à direita, até sumir do olhar das crianças amadas da Virgem.

 

Apóstolos dos últimos tempos e a vinda de Elias e Enoch

Esta última e mais acabada redação do segredo desenvolve com maior riqueza de pormenores e precisão a sucessão de eventos futuros já contida nos relatos oficiais de 1851. Mas acrescenta no fim dois elementos novos de enorme significação.

O primeiro é o apelo para a entrada em cena dos apóstolos dos últimos tempos. Para isso Nossa Senhora serve-se de expressões que ecoam poderosamente os termos com que o insigne doutor marial São Luís Maria Grignion de Montfort profetizou tais apóstolos no século XVIII. Nossa Senhora, aliás, segundo relata Mélanie, ditou-lhe uma regra para os apóstolos dos últimos tempos.

Por fim, o segredo destaca o papel que desempenharão o patriarca Enoch e o profeta Elias, fundador da Ordem do Carmo, nos combates finais contra o Anticristo.

Mensagem que convida à oração e à penitência

A descoberta dos textos oficiais do segredo de La Salette nos arquivos vaticanos permite enunciar uma vasta série de considerações. Feitas num espírito de fidelidade incondicional à Santa Igreja e de respeito enlevado pela Hierarquia eclesiástica instituída por Nosso Senhor Jesus Cristo, elas podem inspirar graves e piedosas reflexões que este artigo, já por demais extenso, não tem condições de acolher. O leitor dispõe, entretanto, com o exposto acima, de abundante matéria para meditação, vigilância, oração, e — não é demais lembrá-lo — para uma penitência sincera, proporcionada à situação de cada um.

_______________

NOTAS

1. René Laurentin — Michel Corteville, Découverte du secret de La Salette, Paris, Fayard, 2002, p. 139.

2. La Salette examinée à Rome, Rélation de M. Rousselot, selon L. Bassette, Le Fait de La Salette, Cerf, Paris, 1955, p. 227, apud Laurentin-Corteville, p. 139.

3. Laurentin-Corteville, p. 44.

4. Naquele ano foi fundada a Associação Internacional dos Trabalhadores, ou I Internacional Comunista; Napoleão III e o rei do Piemonte, Vittorio Emmanuele, assinaram um acordo que acarretou a usurpação dos Estados Pontifícios e de Roma, onde o Papa ficou prisioneiro. (cfr. R. P. Alfred Parent, Lê Secret complet de La Salette, Martocq, Paris, 1903).

5. Em outra ocasião Mélanie confidenciou tratar-se de "um triunfo inaudito da Igreja" (cfr. Laurentin-Corteville, p. 70).

6. Esta fase histórica coincide com o Reino de Maria ou século de Maria, profetizado por São Luís Grignion de Montfort, grande doutor marial do século XVIII. E está de acordo com a promessa de Nossa Senhora em Fátima: "Por fim, o meu Imaculado Coração triunfará".

7. Mélanie foi interrogada pelo pároco de Diou a respeito da duração do tempo de paz, tendo ela precisado que duraria “um número de gerações bastante grande”. (Laurentin-Corteville, p. 71).

voltar 1 | 2 | 3 | 4 | 5
-->