A Realidade Concisamente

Ante o soçobro do "L’Unità", o salva-vidas capitalista

Antonio Gramsci
O
conhecido jornal comunista "L’Unità", fundado por um dos teóricos marxistas e líder político italiano dos mais conhecidos - Antonio Gramsci -, acaba de fechar as portas.

Até o início da década de 90, "L’Unità" figurou entre os quatro diários de maior circulação na península itálica. Nos dias 25 de abril e 1º de maio chegava a alcançar a tiragem de 2 milhões de exemplares.

A venda do quotidiano era realizada voluntariamente por estudantes e operários, sem nada receberem do Partido. Em seus últimos dias, a crise era evidente: a edição diária foi reduzida para escassos 55 mil exemplares. Os próprios comunistas perderam o ânimo e o interesse em lê-lo e divulgá-lo.

O mais espantoso, porém, é que, diante desse soçobro, o maior jornal do país, o conservador “Corriere della Sera”, de Milão, cedeu um espaço diário ao “L’Unità”, até  que este volte a circular! É a imprensa capitalista dando guarida às idéias comunistas.

Eis aí um exemplo característico do espírito capitulacionista e comunistizante de certo tipo de empresários capitalistas.

Apesar dos malefícios notórios ocasionados pelo comunismo, pode-se aplicar a certas personalidades do macrocapitalismo publicitário o dito de Talleyrand “Nada aprenderam, nada esqueceram”.

Vacina cubana: blefe comprovado

E
studo do conceituado Centro de Vigilância Epidemiológica (CVE), de São Paulo, revelou  dados estatísticos assustadores, acumulados durante os últimos anos. Segundo eles, fica patente a ineficácia da vacina cubana contra a meningite B em meninos menores de quatro anos -- os mais vulneráveis à  terrível doença.

“O Brasil já gastou 300 milhões de dólares com esta vacina cubana que não apresentou resultados”, lamentou o Dr. Isaías Raw, diretor do Instituto Butantã, especializado em biotecnologia. O CVE apresentou fatos e estatísticas que falam por si, e que contribuem para desmitificar outro dos alegados êxitos da medicina cubana -- autêntico blefe --, tão propagandeados pelo regime comunista e por seus admiradores no mundo inteiro. Não façamos parte dos inocentes úteis que acreditam nessa propaganda.

Satanismo e delinqüência: sinistros frutos do rock

Em 6 de junho passado, na cidade de Chiavenna, Itália, três moças de 16 e 17 anos assassinaram brutalmente, com 19 punhaladas, Madre Maria Laura, religiosa que se dedicava a cuidar de jovens problemáticos.

O fato causou espanto e perplexidade, sobretudo pela ausência de motivos para a prática desse assassinato, bem como considerando-se a jovem idade das delinqüentes.

Um dado chamou especialmente a atenção: no diário das moças foram encontrados símbolos satânicos e imagens do cantor de rock Marilyn Manson.

Também dois rapazes que assassinaram  um colega de escola em Columbine (EUA),  inspiraram-se em Marilyn Manson. O homicídio foi planejado e organizado no contexto de um clima cultural que aponta a Igreja Católica como a pior ameaça ao reino de Satanás.

Em entrevista concedida à Rádio Vaticana, Carlo Climati, especialista italiano de música e autor de livros sobre a relação entre satanismo e rock, explicou que a mensagem negativa proposta em um disco de rock e os problemas humanos podem produzir efeitos devastadores na mente dos jovens que estão em crise, ou que são psicologicamente frágeis. “Ademais - precisa Climati -, através da simples audição de um disco, qualquer jovem de 15 ou 17 anos pode entrar em contato com o mundo do esoterismo. As gravadoras de discos descobriram que o diabo pode ser um bom negócio e seguem lançando no mercado certo tipo de produtos, sem preocupar-se com as conseqüências”.

Música colonial e o autêntico Brasil

Ouro Preto
N
a última quinzena do mês de julho, realizou-se nas cidades mineiras de Juiz de Fora, Ouro Preto e Tiradentes mais um dos famosos e concorridos eventos musicais, o Festival Internacional de Música Colonial Brasileira e Música Antiga. Tal evento promoveu a vinda de orquestras e conjuntos de várias cidades brasileiras e de convidados internacionais, provenientes da Suíça, França e Noruega. Embora a finalidade do festival seja reunir especialistas na matéria, isto é,  professores de música, ele não deixa de atrair a atenção do público leigo, que costuma lotar  igrejas e teatros, palcos dessas belas apresentações musicais.

“É impressionante como a cada edição aumenta o público não especializado”, diz o vice-presidente do Centro Cultural Pró-música, Júlio César de Souza Santos, que promove o evento.

O País só tem a ganhar com iniciativas felizes desse gênero, pois elas dilatam nossos horizontes culturais, preservam a autêntica tradição nacional e estimulam o surgimento de novos talentos musicais, revelando ao mundo a verdadeira e profunda face do Brasil, oposta à distorcida imagem criada pelo carnaval, pelo rock etc.

Navio da morte: requinte do antinatural

Como se já não bastasse o tristemente famoso Doutor morte americano, Jack Kervokian, na longínqua Austrália surgiu outro Dr. Morte - Dr. Nitschke. Entretanto, este último é mais criativo no seu sinistro ofício de driblar as leis anti-eutanásia, para que seus pacientes possam morrer em paz. Inventou ele a “máquina da morte” para o suicídio assistido, a qual é ligada a um computador portátil, que pode ser operado pelo paciente, registrando na tela sua decisão de morrer. E, em seguida, o próprio doente terminal aplica uma injeção letal que acarretará o fim de sua vida.

Além disso, para escapar das leis australianas, o Dr. Nitschke está criando um hospital flutuante em águas internacionais a fim de assim levar adiante  sua macabra idéia. O dito navio da eutanásia - mais propriamente, navio da morte -  teria a bordo uma clínica para oferecer tratamentos paliativos, como assistência médica para a eutanásia voluntária.


Breves religiosas

Denunciada perseguição religiosa nas Ilhas Molucas

O Cardeal Bernard Law, de Boston, enviou carta ao embaixador da Indonésia nos Estados Unidos, manifestando profunda preocupação pelo “assassinato organizado a sangue frio” de católicos nas Ilhas Molucas, efetuado por extremistas muçulmanos. E solicitou ao Governo indonésio medidas urgentes para debelar o que qualificou como “violência vergonhosa”. Nossos irmãos na fé estão sendo martirizados.

Última exposição do Santo Sudário neste século

Entre 12 de agosto e 26 de outubro do corrente ano será exposta para a veneração dos fíéis na Catedral de Turim (Itália), o Santo Sudário – mortalha que envolveu o Corpo de Nosso Senhor Jesus Cristo após sua descida da Cruz. É a última exposição  da relíquia a ser realizada neste século, e que contará com uma cópia do Sagrado lençol em alto relevo, tendo em vista os fiéis que são cegos.

Na Índia, assassinado mais um sacerdote

Grupos de hindus, que odeiam a Religião católica, assassinaram em julho passado o Padre Remiz Karketta, de 46 anos, quando este percorria durante a noite a estrada que liga as cidades de Bundu e Ranchi. Tendo caído vítima de um disparo, seus perseguidores atropelaram-no em seguida com um automóvel, para simular um simples acidente de trânsito, informou a edição italiana de “L’Osservatore Romano”.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 


 

 

-->