Outubro de 2012
Deus destinou o Brasil para grandes feitos
Excertos




Plinio Corrêa de Oliveira

Deus destinou o Brasil para grandes feitos

Em memória do 70º aniversário do IV Congresso Eucarístico Nacional, realizado no Vale do Anhangabaú, São Paulo, de 4 a 7 de setembro de 1942, reproduzimos trecho do magnífico discurso proferido por Plinio Corrêa de Oliveira no encerramento desse grandioso evento, assistido por 500 mil pessoas. Assistência extraordinária, pois a população da pequena São Paulo de então não passava de 1.500.000 habitantes.

 

“No curso já quatro vezes secular da História do Brasil, jamais se reuniu assembleia mais solene e ilustre do que esta, num momento em que a vida nacional caminha para rumos definitivos.

Quis a Divina Providência reunir em pleno coração de São Paulo os elementos representativos de tudo quanto fomos e somos, de todas as glórias de nosso passado e de nossas melhores esperanças para o futuro. [...]

Senhores, é hoje o dia 7 de setembro. A data é expressiva, e estou absolutamente certo de que um imenso clamor se levantará neste glorioso dia, transpondo os limites do Estado e do País, para notificar ao mundo inteiro que, como um só homem, o Brasil se ergue contra o imperialismo nazista pagão que trama sua ruína e parece ter chamado a si, exatamente como seu sósia vermelho de Moscou, a diabólica empreitada de destruir a Igreja em todo o mundo.

Contra os inimigos da Pátria que estremecemos, e de Cristo que adoramos, os católicos brasileiros saberão mostrar sempre uma invencível resistência. Loucos e temerários! Mais fácil vos seria arrancar de nosso céu o Cruzeiro do Sul, do que arrancar a soberania e a Fé a um povo fiel a Cristo, e que colocará sempre seu mais alto título de ufania em uma adesão filialmente obediente e entusiasticamente vigorosa à Cátedra de São Pedro. [...]

Talvez não fosse ousado afirmar que Deus colocou os povos de sua eleição em panoramas adequados à realização dos grandes destinos a que os chama. E não há quem, viajando por nosso Brasil, não experimente a confusa impressão de que Deus destinou para teatro de grandes feitos este País, cujas montanhas trágicas e misteriosas penedias parecem convidar o homem às supremas afoitezas do heroísmo cristão, cujas verdejantes planícies parecem querer inspirar o surto de novas escolas artísticas e literárias, de novas formas e tipos de belezas, e na orla de cujo litoral os mares parecem cantar a glória futura de um dos maiores povos da Terra”.

____________
“O Legionário” de 7-9-1942. A íntegra desse memorável discurso encontra-se disponível em: http://www.pliniocorreadeoliveira.info/Disc_Congr_Eucar_42.htm