Crise do homem contemporâneo
Comente
Leia os comentários
Envie para amigos
Versao para impressão
Revolução e Contra-Revolução

Em sequência à Introdução reproduzida em números anteriores, damos início hoje à publicação dos principais capítulos da obra mestra de Plinio Corrêa de Oliveira, Revolução e Contra-Revolução

Capítulo I


Crise do homem contemporâneo

As muitas crises que abalam o mundo hodierno -- do Estado, da família, da economia, da cultura, etc. -- não constituem senão múltiplos aspectos de uma só crise fundamental, que tem como campo de ação o próprio homem. Em outros termos, essas crises têm sua raiz nos problemas de alma mais profundos, de onde se estendem para todos os aspectos da personalidade do homem contemporâneo e todas as suas atividades.

Capítulo II

Crise do homem ocidental e cristão

Essa crise é principalmente a do homem ocidental e cristão, isto é, do europeu e de seus descendentes, o americano e o australiano. E é enquanto tal que mais particularmente a estudaremos. Ela afeta também os outros povos, na medida em que a estes se estende e neles criou raiz o mundo ocidental. Nesses povos tal crise se complica com os problemas próprios às respectivas culturas e civilizações e ao choque entre estas e os elementos positivos ou negativos da cultura e da civilização ocidentais.

Comente
Leia os comentários
Envie para amigos
Versao para impressão