Maio de 2009
Santos e Festas de Maio
Comente
Leia os comentários
Envie para amigos
Versao para impressão
Santos e Festas do Mês

1

São José, Esposo da Santíssima Virgem. De estirpe real e operário

 
São José

Primeira sexta-feira do mês

 

2

Santo Atanásio, Bispo, Confessor e Doutor da Igreja

+ Alexandria (Egito), 373. Grande defensor da fé contra a heresia ariana. Exilado cinco vezes por imperadores favoráveis aos heresiarcas, suportou toda sorte de calúnias de seus inimigos.

Primeiro sábado do mês

 

3

Santos Felipe e Tiago Menor, Apóstolos

+ Século I. São Felipe deixou a casa, mulher e filhos em Betsaida para seguir Nosso Senhor, sendo martirizado em Hierápolis, na Frígia (Ásia Menor). São Tiago Menor, primo de Nosso Senhor, foi o primeiro Bispo de Jerusalém, onde sofreu o martírio. É autor de uma admirável epístola.

 

4

São Roberto Lawrence, Abade, Mártir

+ Tyburn (Inglaterra), 1535. Abade da cartuxa de Beauvale, em Nottinghamshire. Tendo recusado o Ato de Supremacia, pelo qual o rei herético Henrique VIII se nomeava cabeça da Igreja na Inglaterra, foi barbaramente torturado e enforcado.

 

5

Santo Hilário de Arles, Bispo

+ França, 449. De família pagã, da alta nobreza, exercendo elevado cargo no governo, renunciou a tudo quando foi convertido por seu parente Santo Honorato, a quem seguiu no mosteiro de Lérins. Sucedeu-o depois no bispado de Arles.

 

6

São João Apóstolo, na Porta Latina

+ Século I. O imperador Domiciano o fez lançar, aos 90 anos, em uma caldeira de azeite fervente junto à Porta Latina. Dela, o Apóstolo virgem saiu rejuvenescido. Foi então desterrado para a ilha de Patmos, sendo o único Apóstolo que não morreu mártir.

 

7

São João de Beverly, Bispo

+ Inglaterra, 721. Monge beneditino e depois bispo de York, onde sucedeu a São Bosa. Notável por sua contemplação contínua, santidade de vida e dom de milagres, teve sua biografia escrita por São Beda, o Venerável, a quem ordenara sacerdote.

 

8

São Pedro de Tarantésia, Bispo e Confessor

+ França, 1174. Entrou para o mosteiro cisterciense de Bonnevaux. Nomeado arcebispo de Tarantésia, reformou a disciplina eclesiástica, substituiu um clero corrupto de sua catedral por cônegos regulares e desapareceu, para ser irmão leigo em um convento na Suíça. Encontrado, teve que reassumir suas funções.

 

9

São Beato de Vendôme, Confessor

+ França, séc. III. Missionário na Gália antiga. Por suas palavras, exemplo e santidade de vida, converteu inúmeros pagãos.

 

10

Santo Antonino de Florença, Bispo e Confessor

+ Florença, 1459. Antonio, conhecido pelo diminutivo por causa de sua pequena estatura, tornou-se célebre por sua doutrina e obras. Defendeu o Papado no Concílio de Basiléia e a sã doutrina católica no de Florença, contra os autores do cisma grego.

 

11

São Francisco de Girolamo, Confessor

+ Nápoles, 1716. Pregador popular, jesuíta, passou a vida evangelizando o sul da Itália, onde seus sermões atraíam multidões. “Mostrou maravilhosa caridade e paciência em procurar a salvação das almas” (do Martirológio Romano).

 

12

São Domingos de la Calzada, Confessor

+ Espanha, 1109. Este eremita teve a singular vocação de tornar menos rude o caminho dos inúmeros peregrinos que iam a Compostela, construindo para eles uma estrada (calzada), uma ponte e uma hospedaria.

 

13

Primeira aparição de Nossa Senhora em Fátima, em 1917

 

14

São Matias, Apóstolo e Mártir

+ Século I. Um dos 72 Discípulos de Cristo, foi eleito à sorte para substituir o infame traidor Judas Iscariotes no Colégio Apostólico (antes a 24 de fevereiro).

 

15

Santo Isaías de Rostov, Confessor

+ Rússia, 1090. Monge, abade do mosteiro de São Demétrio, em Kiev. Por fim, bispo de Rostov. Trabalhou para converter os pagãos.

 

16

São João Nepomuceno, Mártir

+ Praga, 1393. Consagrado a Deus pelos pais desde o nascimento, tornou-se confessor da rainha e “cônego da catedral. Tentado em vão (pelo rei Wenceslau) a trair o sigilo confessional, foi lançado ao Rio Moldávia, merecendo assim a palma do martírio” (do Martirológio Romano).

 

17

São Pascoal Bailão, Confessor

 
São Pascoal Bailão

+ Valência, 1592. Irmão leigo franciscano, de pureza angélica, passava horas diante do Santíssimo Sacramento. Recebeu aí a profunda ciência com que refutava hereges e explicava sabiamente os mistérios de nossa fé.

 

18

São João I, Papa e Mártir

+ Ravena (Itália), 526. “Aprisionado por Teodorico, rei ariano da Itália, por causa de sua fé católica, foi longamente afligido na prisão até morrer. Seu corpo foi levado a Roma e enterrado na basílica de São Pedro” (do Martirológio Romano).

 

19

Santos Pudêncio, Mártir, e Pudenciana, Virgem

+ Roma, séc. II. Pudêncio era um senador romano batizado pelos Apóstolos e martirizado por sua fé, sorte que coube também a uma de suas filhas, Santa Praxedes. A outra filha, Pudenciana, após ter reverentemente sepultado muitos mártires e distribuído sua fortuna entre os pobres, faleceu santamente aos 16 anos de idade.

 

20

São Bernardino de Siena, Confessor

 
São Bernardino de Siena

+ 1444. “Astro luminoso para toda a Itália por sua doutrina e santidade” (do Martirológio), difundiu a devoção ao Santo Nome de Jesus, convertendo muitas almas, aplacando discórdias civis e sendo um precursor das reformas adotadas mais tarde pelos concílios de Latrão e Trento.

 

21

Santo André Bobola, Mártir

+ Polônia, 1657. Oriundo de uma das mais antigas famílias da Polônia, entrou para a Companhia de Jesus, dedicando-se à pregação na Lituânia, e depois na Polônia. Foi martirizado por cossacos russos cismáticos com tais requintes de maldade, que a Sagrada Congregação dos Ritos afirma ter sido o martírio mais cruel já apresentado àquela Sagrada Congregação.

 

22

Santa Rita de Cássia

 
Santa Rita de Cássia

+ Itália, 1457. Durante 18 anos suportou as asperezas e infidelidades de um marido de caráter brutal, a quem converteu com sua paciência e espírito sobrenatural. Tendo ele sido assassinado, pediu a Deus a morte dos filhos, que queriam vingar a do pai. Após a morte do marido e dos filhos, entrou para o convento das agostinianas, onde recebeu na fronte um dos espinhos da coroa do Salvador. Operou tantos milagres, que passou a ser conhecida como a "advogada das causas perdidas" e "santa dos impossíveis".

 

23

São Desidério, Bispo e Mártir

+ França, 607. Por reforçar a disciplina eclesiástica (que estava relaxada), combater a simonia (venda de bens eclesiásticos) e denunciar a conduta imoral da rainha Brunilda, esta o acusou de paganismo ao Papa. Exonerado e banido, retornou quatro anos depois, sendo assassinado por ordem do rei Teodorico, a quem também tinha publicamente censurado.

 

24

ASCENSÃO DE NOSSO SENHOR JESUS CRISTO

 

25

São Beda, o Venerável, Confessor e Doutor da Igreja

+ Wearmouth-Jarrow (Inglaterra), 735. Um dos homens mais sábios de seu tempo, é considerado o Pai da história inglesa.

 

26

São Felipe Néri, Confessor

(Vide epígrafe Vidas de Santos)

 

 

27

Santo Agostinho de Cantuária, Bispo e Confessor

+ 605. Enviado pelo Papa São Gregório Magno, evangelizou a Inglaterra, sendo considerado o apóstolo daquela nação.

 

28

São Bernardo de Montjoux, Confessor

+ Aosta, 1081. Vigário Geral da diocese de Aosta, durante mais de 40 anos trabalhou como missionário na região dos Alpes. Fundou duas hospedarias nos passos chamados Pequeno e Grande São Bernardo, onde estabeleceu um mosteiro de monges agostinianos que se dedicaram a socorrer, com seus grandes cães, viajantes extraviados na neve.

 

29

São Cirilo de Cesaréia, Mártir

+ Ásia Menor, 251. Menino ainda, abraçou o Cristianismo sem o conhecimento do pai. Este o expulsou de casa e o denunciou. Como se negou a renunciar à verdadeira fé, foi decapitado.

 

30

São Fernando III de Castela, Confessor

+ Sevilha, 1252. Primoirmão de São Luís IX de França, expulsou os mouros de Ubeda, Córdoba, Cádiz e Sevilha. Sábio governante e excelente administrador, fundou a Universidade de Salamanca, reconstruiu a catedral de Burgos e converteu a mesquita de Sevilha em catedral.

 

31

DOMINGO DE PENTECOSTES

 

 

 

*       *       *

 

Intenções para a Santa Missa em maio

Será celebrada pelo Revmo. Padre David Francisquini, nas seguintes intenções:

Em comemoração do 92º aniversário da 1ª aparição de Nossa Senhora de Fátima aos três pastorinhos, no dia 13 de maio de 1917. Pedindo pelo triunfo do Imaculado Coração de Maria em todo o mundo, e para todos os leitores de Catolicismo um incremento ainda maior na devoção à Santíssima Virgem.

    O   

Intenções para a Santa Missa em junho

Suplicando ao Sagrado Coração de Jesus — principal celebração de junho — que cumule de graças muito especiais a todos nossos leitores e suas respectivas famílias.

Em reparação ao Sagrado Coração pelas blasfêmias que ultimamente se têm perpetrado contra Ele.

 

 

Comente
Leia os comentários
Envie para amigos
Versao para impressão