Catolicismo - Acervo
Busca Google dentro do Site:
«
»
<<       Página       >>


STA. TERESINHA

E A GUERRA SANTA

No dia 4 de agosto de 1897, dois meses antes de sua morte, Santa Teresinha dizia á Revda. Madre Inês de Jesus (sua irmã Paulina):

"Adormeci por alguns instantes durante a oração. Sonhei que faltavam soldados para uma guerra. Vós dissestes: É preciso mandar Sóror Teresa do Menino Jesus. Respondi que preferiria bem que fosse para uma guerra santa. Afinal, parti assim mesmo.

"Oh, minha Madre (acrescentou a Santa com animação), como eu me teria sentido feliz, por exemplo, em combater no tempo das cruzadas, ou, mais tarde, em lutar contra os hereges. Meu Deus! eu não teria tido medo do fogo!

"Será possível que eu morra numa cama!"

("Novissima Verba" - "Office Central de Lisieux", p. 115).

No clichê, Santa Teresinha, no Carmelo, entre fevereiro e fins de julho de 1895 - pormenor de uma foto tirada por sua irmã Celina.

No dia 30 de setembro, há setenta anos, Santa Teresinha do Menino Jesus subia ao Céu



Advertência

Este texto, reconhecido pelo processo OCR, não passou por revisão e pode conter erros de digitação.
Sua transcrição parcial ou total está autorizada, desde que seja citada a fonte e o texto conferido com o da imagem original.

Agradecemos desde já reportar-nos erros de digitação, através do
Fale conosco


CRÉDITOS
© Copyright 1951 -

Editora Padre Belchior de Pontes Ltda.

Diretor
Paulo Corrêa de Brito Filho

Jornalista Responsável
Nelson Ramos Barreto
Registro na DRT/DF
sob o nº 3116

Administração
Rua Javaés, 681
1° Andar
Bairro Bom Retiro
CEP 01130-010
São Paulo- SP

SAC
(11) 3331 4522
(11) 3331-4790
(11) 2843-9487

Correspondência
Caixa Postal 707
CEP 01031-970
São Paulo-SP

E-mail:
catolicismo@terra.com.br

ISSN 0102-8502

 HOME 
 
TOPO
+ZOOM
-ZOOM
Home Page
ÍNDICE
Ir ao texto da matéria
TEXTO