Catolicismo - Acervo
Busca Google dentro do Site:
« »
<<       Página       >>


SANTOS E FESTAS DE JANEIRO


1

SANTA MARIA, MÃE DE DEUS

[Antigamente, Circuncisão do Menino Jesus]

Coloquemos nas mãos de Maria o ano que se inicia, para que seja repleto de boas obras. Quem é filho devoto de Maria será defendido nos perigos e livre do pecado (cfr. Oração e Postcomunio da Missa).


2

São Basílio Magno, Bispo, Confessor e Doutor da Igreja

+ Cesareia, 379. Considerado o “Colosso da Igreja oriental”, mereceu o título de “Pai dos monges do Oriente”, porque suas regras deram forma definitiva à vida monástica.


3

Santíssimo Nome de Jesus

A devoção ao Santíssimo Nome de Jesus, já arraigada na Igreja desde os seus albores, foi pregada e inculcada de modo particular por São Bernardo, São Bernardino de Siena e pelos franciscanos.


4

Santo Odilon, Abade

+ Cluny, 1048. Um dos grandes abades de Cluny, cujo papel foi primordial na formação da Idade Média. A ele devem-se a introdução da Festa de Finados e, para controlar o espírito extremamente belicoso do tempo, a Trégua de Deus, que proibia ações bélicas ou pilhagens de quarta-feira à tarde a segunda-feira de manhã.


5

São João Neumann, Confessor

+ Filadélfia, 1860. Natural da Boêmia, foi para os Estados Unidos como missionário dos imigrantes de língua alemã. Nomeado bispo de Filadélfia por Pio IX, promoveu a educação católica das crianças e fundou uma congregação religiosa feminina com essa finalidade.

Primeira Sexta-feira do mês


6

EPIFANIA DO SENHOR, OU SANTOS REIS

[No calendário tradicional]

Epifania significa “manifestação”. Com a adoração dos Magos, Nosso Senhor se manifestou a todos os povos, e não só aos judeus.

Primeiro Sábado do mês


7

FESTA DA SAGRADA FAMÍLIA

[No Calendário antigo, Domingo depois da Epifania]

Esta festa tem por finalidade proporcionar às famílias cristãs um modelo e um exemplo a imitar, bem como um padroeiro a quem recorrer.


8

São Pedro Tomás, Bispo e Confessor

+ Chipre, 1366. Carmelita, encarregado pontifício de missões diplomáticas delicadas, depois Bispo e Legado universal para todo o Oriente.


9

Santo André Corsini, Confessor

+ Fiésole, 1373. Carmelita, oriundo de uma das mais ilustres famílias de Florença, fez-se religioso depois de levar uma vida mundana, expiando suas leviandades mediante grandes penitências.


10

São Guilherme de Bourges, Bispo e Confessor

+ 1209. Grande amante da solidão, ingressou na Ordem de Cister, mas foi dela retirado em nome da obediência, para ocupar a Sé arquiepiscopal de Bourges, no centro da França.


11

São Teodósio o Cenobita, Confessor

+ Palestina, 529. Retirou-se em um deserto perto de Belém para viver em recolhimento, mas sua fama de santidade lhe atraiu inúmeros discípulos. Construiu três hospitais. Com São Sabas, lutou valorosamente contra a heresia monofisista, sendo por isso desterrado pelo imperador bizantino.


12

Santo Antônio Maria Pucci, Confessor

+ Viareggio, Itália, 1892. Da Congregação dos Servos de Maria, santificou-se como pároco de um porto pesqueiro e de veraneio. Dedicou-se de corpo e alma à conversão dos infiéis e pecadores, à instrução infantil, bem como ao cuidado dos doentes, anciãos e pobres.


13

Batismo de Nosso Senhor

O objeto desta festa é o Batismo de Nosso Senhor por São João Batista e, secundariamente, o nosso nascimento espiritual para a vida da graça.


14

São Félix de Nola, Confessor

+ Nola (Itália), 256. Sacerdote, saiu incólume dos vários suplícios aos quais foi submetido durante as perseguições dos imperadores romanos Décio e Valeriano. Após edificar a todos com sua santa vida, faleceu no Senhor.


15

Santo Amaro ou Mauro, Confessor

+ Subiaco, 584. Filho de um senador romano, aos 12 anos foi entregue a São Bento de Núrcia para ser educado. São Gregório Magno o exalta pelo seu amor à oração e ao silêncio. Avançado na virtude, apesar de sua pouca idade, foi incumbido por São Bento de dirigir monges e mosteiros.


16

São Marcelo I, Papa e Mártir

+ Roma, 309. Reorganizou a Hierarquia eclesiástica. Sob Maxêncio, foi exilado e obrigado a viver num estábulo, onde morreu em consequência dos maus tratos.


17

Santo Antão Abade, Confessor

+ Egito, 356. Viveu longos anos de penitência no deserto, onde resistiu como herói católico a violentas tentações do demônio.


18

Santa Prisca ou Priscila, Virgem e Mártir

+ Roma, séc. I. É considerada por muitos a primeira mártir do Ocidente. Foi batizada por São Pedro aos 13 anos e martirizada pouco depois, por ter-se recusado a queimar incenso aos deuses.


19

Santos Mário e Companheiros, Mártires

+ Roma, 270. Mário, sua esposa Marta e seus dois filhos viajaram da Pérsia para Roma a fim de venerar os sepulcros de São Pedro e São Paulo. Ao visitarem depois os cristãos nos cárceres, foram também detidos e martirizados.


20

São Sebastião, Mártir

+ Roma, 288. Centurião da guarda pretoriana de Diocleciano, sustentava com zelo apostólico os confessores da fé e os mártires. Foi denunciado e trespassado por flechas. Curado milagrosamente, seus algozes o açoitaram até a morte. Tornou-se um dos santos mais populares da Igreja.


21

Santa Inês, Virgem e Mártir

+ Roma, 304. A fortaleza desta menina de 13 anos assombrou seus verdugos, que a mataram cruelmente. São Dâmaso e Santo Ambrósio cantaram entusiasmados os seus louvores.


22

Santos Vicente e Anastácio, Mártires

+ 304 e + 628. São Vicente foi um valoroso diácono de Zaragoza, célebre na História da Igreja. Para provar sua fidelidade a Cristo, ele enfrentou toda sorte de tormentos. Anastácio foi um monge persa decapitado com outros 70 cristãos pelo rei Cosroes.


23

Santo Ildefonso, Bispo e Confessor

+ Toledo, 667. Discípulo de Santo Isidoro, foi Arcebispo de Toledo e zelosíssimo defensor da virgindade de Maria contra os hereges, escrevendo um livro para refutá-los.


24

São Francisco de Sales, Bispo, Confessor e Doutor da Igreja

+ Annecy, 1622. Bispo de Genebra, animado de profundo amor de Deus e das almas, era dotado de bondade e suavidade excepcionais no trato, sólida cultura e ortodoxia. É um mestre da vida espiritual, sendo também patrono dos jornalistas e publicistas católicos. Foi muito odiado pelos protestantes calvinistas, que não lhe permitiram tomar posse da sua diocese de Genebra.


25

Conversão de São Paulo Apóstolo

Ao cair do cavalo, o perseguidor dos cristãos tornou-se Apóstolo. Instruído pelo próprio Cristo Jesus, foi um dos mais ardorosos proclamadores do cristianismo. Submisso ao Papado, ele soube, entretanto, resistir com respeito e firmeza a São Pedro na questão dos judaizantes. São Pedro, demonstrando grande elevação de alma, acabou por dar-lhe razão.


26

São Timóteo, Mártir, e São Tito, Confessor

(Vide p. 42)


27

Santa Ângela de Merici, Virgem

+ Bréscia, 1540. Consciente de que as desordens da sociedade se originam em grande parte da corrupção da família, fundou o instituto religioso das Ursulinas, para a educação da juventude feminina e formação de mães cristãs.


28

Santo Tomás de Aquino, Confessor e Doutor da Igreja

+ Fossa Nuova, 1274. O maior teólogo da Igreja foi confiado aos cinco anos de idade aos monges beneditinos de Monte Cassino, entrando depois para a Ordem Dominicana, da qual é, com o fundador São Domingos, a maior glória. Com razão foi cognominado Doutor Angélico, por sua pureza de vida e elevação de doutrina, que transcende a pura inteligência humana.


29

São Sulpício Severo, Bispo e Confessor

+ França, 591. São Gregório de Tours se refere a ele com muito respeito, elogiando suas virtudes. Foi nomeado para a Sé de Bourges em lugar de candidatos simoníacos.


30

Santa Jacinta Mariscotti, Virgem

+ Viterbo, 1640. Embora tivesse sido educada cristãmente, levou vida frívola e mundana, inclusive no convento, onde entrara por ordem do pai. Adoecendo gravemente, o confessor não quis atendê-la, dizendo que o Céu não era feito para pessoas vãs e soberbas. Um terror salutar levou-a ao arrependimento e ao remorso, e depois à reparação, transformando sua vida e conduzindo-a mais tarde à honra dos altares.


31

São João Bosco, Confessor

+ Turim, 1888. Exerceu enorme influência no campo religioso e social, tendo fundado a Sociedade Salesiana e o Instituto das Filhas de Maria Auxiliadora. São Pio X afirmou: “O êxito dessa obra só pode explicar-se pela vida sobrenatural e santidade de seu fundador”. De alma simples, alegre e ardente, não havia obstáculo que o detivesse na senda do bem.


Intenções para a Santa Missa em janeiro

Será celebrada pelo Revmo. Padre David Francisquini, nas seguintes intenções:

- Missa pelas intenções dos assinantes, leitores e colaboradores de Catolicismo, para que neste ano que se inicia a Sagrada Família (festividade em 7 de janeiro) os proteja especialmente, fazendo com que eles e seus lares sejam preservados do pecado, da violência, do desemprego e das drogas — males que flagelam gravemente o mundo contemporâneo.

Intenções para a Santa Missa em fevereiro

- Suplicando a Nossa Senhora de Lourdes (principal festividade mariana em fevereiro) pela saúde de todos os leitores de Catolicismo. Também pela saúde espiritual de todos eles, a fim de que, diante das inúmeras dificuldades desta vida, mantenham-se sempre fiéis à moral ensinada pela Santa Igreja.



Advertência

Este texto, reconhecido pelo processo OCR, não passou por revisão e pode conter erros de digitação.
Sua transcrição parcial ou total está autorizada, desde que seja citada a fonte e o texto conferido com o da imagem original.

Agradecemos desde já reportar-nos erros de digitação, através do
Fale conosco


CRÉDITOS
© Copyright 1951 -

Editora Padre Belchior de Pontes Ltda.

Diretor
Paulo Corrêa de Brito Filho

Jornalista Responsável
Nelson Ramos Barreto
Registro na DRT/DF
sob o nº 3116

Administração
Rua Javaés, 681
1° Andar
Bairro Bom Retiro
CEP 01130-010
São Paulo- SP

SAC
(11) 3331 4522
(11) 3331-4790
(11) 2843-9487

Correspondência
Caixa Postal 707
CEP 01031-970
São Paulo-SP

E-mail:
catolicismo@terra.com.br

ISSN 0102-8502

 HOME 
 
TOPO
+ZOOM
-ZOOM
Home Page
HOME
Ir ao texto da matéria
TEXTO