Catolicismo - Acervo
Busca Google dentro do Site:
« »
<<       Página       >>


CARTAS DOS LEITORES

Infiltração dos erros da doutrina comunista

Sem dúvida, 2017 foi um ano de grandes rachaduras, como bem representa a capa da revista do mês de janeiro/18. Grandes instituições quebradas tanto na sociedade civil quanto na Igreja. O Concílio Vaticano II, não tendo combatido o mal que penetrava na Igreja, deixou de condenar a doutrina comunista. Algo tão grave precisava ter sido condenado naquela época. Às vezes me pergunto se não houve uma ação secreta para calar os Bispos durante o Concílio. Pelo que já li em Catolicismo, parece que a Rússia teria infiltrado no Concílio gente da igreja ortodoxa, gente envolvida com a antiga KGB. Resultado: em 2017, vemos o clero comprometido com a “Teologia da Libertação”, inoculando na Igreja Católica os mesmos erros da doutrina comunista. Certas conferências episcopais, até a CNBB, defendendo erros que representam a negação da doutrina católica. Temos assim em 2017 a doutrina comunista infiltrada no clero católico e “teleguiando” altos hierarcas. No mundo temporal, vemos a mesma tática da infiltração: partidos de esquerda, sobretudo, roubando o máximo para se perpetuarem no Poder, e desse modo auxiliarem governos comunistas no mundo inteiro, como em Cuba e Venezuela. (N.P.E.P. – PA)

Rebanho abandonado

O clero católico continuou perdendo fiéis em 2017. Espero que em 2018 os pastores se preocupem mais com as ovelhas, e não tanto com questões político-sociais comunistas, MST, Reforma Agrária, quilombolas e quejandos. Espero da parte deles mais Sagradas Escrituras e menos marxismo; mais ensinamento tradicional e menos “Amoris laetitia”. Senhores bispos, não abandonem os fiéis, caso contrário os senhores serão abandonados. (U.G.S. – SE)

Armadilhas luteranas

Marcaram o ano as homenagens prestadas ao monge herege Lutero, nos 500 anos de sua rebelião contra Roma. Certamente as “celebrações em comum” (missas com católicos e protestantes) visaram a protestantização dos católicos, um deboche do verdadeiro catolicismo. Para mim foi um escândalo o Vaticano ter participado de tais homenagens. Rezemos pela Santa Igreja Católica, a fim de que se possa evitar que os sacerdotes caiam nas abomináveis armadilhas luteranas, nas quais falsos padres já estão presos. (U.F.P. – BA)

Conclusão lógica

No ano do centenário das aparições de Fátima, assistimos a expansão daquilo que Nossa Senhora veio alertar e condenar em 1917. Os “apóstolos” da descristianização trabalharam em sentido oposto, e os povos não deram o devido valor às profecias da Mãe de Deus. Resultado: virão os castigos anunciados há 100 anos. Preparemo-nos, pois! (C.K.P. – SC)

Na. Sra. Aparecida, nossa Rainha

A respeito do artigo de Frederico Hosanan sobre as manobras jurídicas dos “novos reis”, podemos afirmar que Nossa Senhora Aparecida protegeu o Brasil, pois a coroa forjada por Lula foi despedaçada nas ruas sob os pés de milhões de brasileiros. Um tiranete que não chegou a ser coroado... (NF – MS)

Novos tiranos

Artigo pequeno [“Reis” Republicanos] mas correto, que mostra a nova maneira de impor a tirania. Só não aconteceu no Brasil porque a esquerda tupiniquim não conseguiu cooptar as Forças Armadas. (M.H. – RJ)

Mandatários demagogos

Excelente e realista o texto “Reis” republicanos. Li certa vez uma frase atribuída a Napoleão Bonaparte. Dizia ele que os homens lutam com muito mais bravura pelos seus interesses do que pelos seus ideais. É preciso cuidado para não generalizar, mas acontece. O pior é que o discurso demagógico dessa gente consegue iludir os incautos, os mais simples e de pouca cultura. (L.G.W.C. – SP)

Indulgências – tesouro espiritual

Causaram-me forte impressão os conhecimentos sobre indulgência plenária! Não sabia que a Santa Igreja concede meios tão grandes como esses para a nossa salvação. Um católico que pratique esse ensinamento se salva eternamente. É tão simples essa prática! Para se beneficiar da indulgência, basta ter o desejo de querer receber a indulgência, confessar, comungar, rezar as orações na intenção do Papa, rejeitar o pecado, e o propósito firme de não mais pecar. Como é que não se ensina isso nas igrejas? Por que os padres não falam disso? Tenho 60 anos, e nunca ouvi um sacerdote tratar disso num sermão, ou em qualquer outro lugar. Seria muito bom se o autor escrevesse mais sobre o que é a indulgência, de modo particular para esclarecer os leigos no assunto. (F.H. – PB)

Verdadeiros e falsos missionários

Muito importante que um sacerdote católico romano se empenhe na conversão de pessoas do longínquo Tibet, certamente de maioria budista. Como ensinava São Paulo, “os deuses dos pagãos são demônios”. E essas estátuas de deuses — conforme mostrou o Pe. Federico — até na aparência são demônios. A “inculturação” pregada pelo clero progressista nada tem a ver com a doutrina da Igreja. A “inculturação” dos progressistas traz o paganismo para o seio da Igreja. A Igreja, pelo contrário, leva aos pagãos a verdadeira doutrina, e na sua sabedoria divina criou vários ritos além do Latino, como o Melquita, Caldeu, Maronita e Siríaco, entre outros. (C.M. – MG)

Lutero, progressismo et caterva

A atual crise forjada pelas esquerdas vem de longa data, ou seja, desde a Reforma Protestante, fruto do Iluminismo centrado no antropocentrismo. Historicamente foi a partir do protestantismo que a caótica e relativista modernidade deu os seus primeiros passos! À época dessa revolução, ocorreram as previsões de Nossa Senhora do Bom Sucesso sobre nossos tempos. [...] Instigada a partir dos anos de 1960, a decadência não fez senão aumentar por meio do ensinamento do marxismo cultural, das pérfidas novelas manipuladas nos laboratórios de engenharia social, da utilização de cantores como Chico, Gil, Caetano e artistas do pornô, e o que é mais lastimável, pelo silêncio do Concílio Vaticano II em relação ao comunismo. [...] (G.R. – RJ)

Oxigênio puro

Favor transmitir ao Monsenhor Villac minhas congratulações pelo Jubileu dos 60 anos de fidelidade católica, numa época de tanta infidelidade. Agradeço a ele por me proporcionar, mês a mês, a palavra do sacerdote sempre ortodoxa. Suas palavras, reproduzidas na revista, são oxigênio puro em meio a tanta poluição ideológica. (N.E.B. – MG)


FRASES SELECIONADAS

“O carnaval é um tempo infelicíssimo, no qual os cristãos cometem pecados sobre pecados, e correm à rédea solta para a perdição”

(São Vicente Ferrer)

“Carnaval: tempo de minhas dores e aflições”

(São Francisco de Sales)

“Oh! Que tempo diabólico!”

(Santa Catarina de Siena)

“Nestes três dias de carnaval, tivemos o Santíssimo Sacramento exposto. São dias de festa e ao mesmo tempo de tristeza. Podemos fazer tão pouco para reparar tanto pecado”

(Santa Teresa dos Andes)

“Se alguém procede durante o carnaval de modo extremamente leviano, é isto uma prova de que anteriormente já havia uma falha na couraça moral dessa pessoa. Por outro lado, se essa falha pode ter ocasionado a renúncia momentânea a certas atitudes e a certas ideias durante o carnaval, como é difícil voltar depois à primitiva linha de moral!”

(Plinio Corrêa de Oliveira)



Advertência

Este texto, reconhecido pelo processo OCR, não passou por revisão e pode conter erros de digitação.
Sua transcrição parcial ou total está autorizada, desde que seja citada a fonte e o texto conferido com o da imagem original.

Agradecemos desde já reportar-nos erros de digitação, através do
Fale conosco


CRÉDITOS
© Copyright 1951 -

Editora Padre Belchior de Pontes Ltda.

Diretor
Paulo Corrêa de Brito Filho

Jornalista Responsável
Nelson Ramos Barreto
Registro na DRT/DF
sob o nº 3116

Administração
Rua Javaés, 681
1° Andar
Bairro Bom Retiro
CEP 01130-010
São Paulo- SP

SAC
(11) 3331 4522
(11) 3331-4790
(11) 2843-9487

Correspondência
Caixa Postal 707
CEP 01031-970
São Paulo-SP

E-mail:
catolicismo@terra.com.br

ISSN 0102-8502

 HOME 
 
TOPO
+ZOOM
-ZOOM
Home Page
HOME
Ir ao texto da matéria
TEXTO